Grupo K1 espera ter um ano de bons negócios

O faturamento médio do conglomerado é de R$ 500 milhões

Por Dirceu Chirivino, de Tupandi (RS)

dirceu@amanha.com.br

Grupo K1 espera ter um ano de bons negócios

O otimismo dos empresários em relação ao retorno da recuperação econômica brasileira também pode ser evidenciado pelos executivos do Grupo K1, player do segmento de móveis, utilidades domésticas e colchões, localizado em Tupandi (RS).  Eles têm a expectativa de que 2018 será um ano de bons negócios para o setor. “Acredito que vamos crescer muito, pois estamos promovendo varias ações que estreitam as relações comerciais.  A ideia é que se crie uma simbiose e as pessoas comecem a perceber que a Idélli Ambientes é uma loja humanizada.  Por essa razão, nosso crescimento em 2018 não vai se limitar a 20%”, projeta Shirley Cristina Silva, diretora da Idélli Porto Alegre, sem revelar a receita específica do ponto de venda localizado na capital gaúcha. O faturamento médio anual do Grupo K1 é de R$ 500 milhões.

Um dos diferenciais do grupo é a aposta no Surface 3D, superfície com texturas em relevo e usinadas diretamente nos painéis de MDF. O produto pode ser utilizado, por exemplo, para decorar paredes, mas também pode ser utilizado em móveis. Outra novidade é o colchão Thermo, com aquecimento elétrico. O Grupo K1 é detentor das marcas Kappesberg, My Home, UZ Utilidades, Crome, além da Idéli Ambientes. Considerado o maior complexo moveleiro da América Latina, a empresa produz cerca de 3 milhões de móveis por ano em suas duas plantas fabris. A companhia exporta para 40 países e está presente em 35 mil pontos de venda em todo o Brasil. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: