Librelato: transportando progresso

Empresa almeja ser uma das três principais do setor no país até 2020

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Librelato almeja ser uma das três principais do setor no país

O trecho a seguir faz parte do livro “Santa Catarina – Grandes Marcas”, publicado pelo Instituto AMANHÃ.


De uma pequena serralheria familiar, no final da década de 1960, a uma das principais fabricantes de implementos do Brasil. Ao longo desses 47 anos, a Librelato S.A. Implementos Rodoviários cresceu a partir de muito trabalho de seus fundadores e colaboradores, com foco e dedicação. Entender a real necessidade do cliente e fazer disso a base para o desenvolvimento dos seus produtos levou a empresa a fechar parcerias duradouras e a conquistar cada vez mais mercado no país e na América Latina. Por um sucesso duradouro, a empresa descobriu que o segredo para chegar cada vez mais longe é estar cada vez mais perto das pessoas.

Ser eficiente em soluções para transporte, com excelência no relacionamento, sempre foi a motivação da Librelato. Consolidada como uma das maiores empresas de implementos rodoviários do Brasil, possui mais de 50 mil implementos em operação, cerca de 10 mil clientes ativos, 1 mil colaboradores e uma rede com mais de 60 representantes comerciais espalhados pelo Brasil – além de distribuidores na Bolívia, Paraguai, Uruguai e Chile. A empresa tem em sua estrutura plantas em Criciúma e Içara, além da Libremac Ambiental – uma unidade em Capivari de Baixo, criada através de uma joint venture com a italiana Themac International S.A., que produz soluções de última geração para a higiene urbana. Destacam-se entre os produtos mais vendidos o graneleiro carga seca e o basculante, além de uma linha diversificada de semirreboques, bitrens e rodotrens.

Em um país no qual o transporte rodoviário continua sendo o grande meio de escoamento da produção – reflexo da precariedade das malhas ferroviária e hidroviária –, uma fabricante de implementos rodoviários do porte da Librelato vê na expansão das operações e na sua busca pelo crescimento o incentivo para desenvolver soluções especiais em transporte. O plano de crescimento traçado pela empresa almeja consolidar a Librelato, até 2020, como uma das três principais empresas do setor no país. 

A marca da superação também está impressa na Librelato. Com José Carlos Sprícigo à frente da gestão e Aloir Librelato como presidente do Conselho de Administração, a empresa se mantém nos trilhos após a perda, em 2013, de seu líder e fundador, José Carlos Librelato. Lussa Librelato, como era apelidado carinhosamente, teve sua grande liderança reconhecida ainda em vida, com o prêmio Ordem de Mérito Industrial – Fiesc, recebido em 2011. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: