WhatsApp lança serviço para MPEs falarem com clientes

Perfil com informações da empresa é um dos recursos do aplicativo

Da Redação

redacao@amanha.com.br

WhatsApp lança serviço para MPEs falarem com clientes

O WhatsApp lançou nesta quinta-feira (18) um novo aplicativo para pequenas empresas trocarem informações com seus clientes. Entre as novas funções estão a de responder dúvidas e atender reclamações de forma automática, a qualquer hora do dia. O novo programa, chamado de WhatsApp Business (foto), chega a cinco países (Estados Unidos, Indonésia, Itália, México e Reino Unido). O serviço ainda não está disponível no Brasil, mas será lançado nas próximas semanas.  

Quatro em cada cinco pequenas empresas no país utilizam o aplicativo como ferramenta de trabalho. O app faz parte de uma tentativa do WhatsApp de usar sua popularidade entre usuários comuns em combustível para fazer decolar suas plataformas corporativas, anunciadas no ano passado. O app sai primeiro para Android, mas uma versão para iOS está nos planos. O download do aplicativo pelas empresas é gratuito. Os consumidores não precisam baixá-lo, pois poderão falar com as companhias usando o programa que já possuem. 

O aplicativo traz três grandes novidades para empresas, em relação ao WhatsApp existente. Com a conta comercial os usuários podem personalizar seus perfis, mas os dados expostos aos contatos são restritos. Podem ser alterados nome, imagem de exibição e o recado. As empresas poderão listar nome do estabelecimento, descrição do negócio e endereço do site oficial, por exemplo. Essa é uma das mudanças que serão perceptíveis para os usuários, pois as empresas que tiverem uma conta comercial receberão uma indicação. Isso ocorrerá sempre que o telefone de contato informado for o mesmo do estabelecimento. 

Para agilizar o atendimento aos clientes, as empresas poderão criar mensagens automáticas. Outro recurso é a possibilidade de acessar as estatísticas das interações com consumidores. As companhias poderão ver quantas mensagens foram lidas, por exemplo. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: