Medalha, medalha, medalha

Premiação em concurso pode elevar o preço do vinho em até 13%, revela estudo francês

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Rótulo premiado em concurso pode elevar o preço do vinho em até 13%, revela estudo francês

Um estudo elaborado pela American Association of Wine Economists revela que o preço de um vinho se valoriza, em média, 13% assim que determinado rótulo vence um concurso. E, claro, quanto mais importante o prêmio, maior poderá ser o valor cobrado. Naturalmente que aí está embutido, também, o aumento da procura pelo produto. 

Para o trabalho, foram coletados resultados de onze competições – nove delas organizadas na França. “Esses concursos são, sem dúvida, os concursos mais importantes em que os vinhos de Bordeaux podem competir e, juntos, são responsáveis por cerca de 90% das medalhas que esses vinhos ganham cada ano”, argumentam os franceses Emmanuel Paroissien e Michael Visser, autores do paper (acesse aqui o estudo completo, em inglês). 

The Causal Impact of Medals on Wine Producers’ Prices and the Gains From Participating in Contests afirma que os distribuidores estão preferindo buscar ótimas posições em concursos ao invés de fazer promoções que tem como chamariz os descontos. Paroissien e Visser descobriram ainda que as medalhas são especialmente boas para os rótulos menos conhecidos, pois levam o consumidor a experimentar algo novo. 

A pesquisa francesa, pelo jeito, poderá fazer com que o famoso bordão do personagem Mutley, de A Corrida Maluca, ganhe a simpatia dos vinhateiros mundo afora. Afinal, “medalha, medalha, medalha” realmente é sinônimo de boas margens de lucro. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: