Jurerê Internacional: um destino para o bem viver

Endereço é um dos mais valorizados da Ilha de Santa Catarina

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Jurerê Internacional: um destino para o bem viver

O trecho a seguir faz parte do livro “Santa Catarina – Grandes Marcas”, publicado pelo Instituto AMANHÃ.


Há quem chegue de helicóptero, lancha ou Ferrari. Há quem chegue de ônibus ou deixe o carro sob as árvores, nas organizadas áreas de estacionamento. Gustavo Kuerten é sócio de um restaurante local. Visitantes como Gisele Bündchen, Neymar e Beyoncé renderam manchetes. Atletas profissionais ou amadores pedalam e correm pelas ruas do balneário ou nadam nas águas calmas e limpas, cenário da largada da edição local do IronMan – circuito de competição de Thriatlon. Aposentados e jovens caminham e famílias inteiras aproveitam mar, areia e calçadão para se divertir. 

Distante 12 quilômetros do Centro de Florianópolis, Jurerê Internacional é um caso raro. Endereço residencial dos mais desejados e valorizados da Ilha de Santa Catarina, o empreendimento surfou como nenhum outro na onda que transformou a capital catarinense na queridinha de brasileiros e estrangeiros. No verão, e até no inverno, as casas de alto padrão, os hotéis, os clubes de praia e restaurantes locais recebem turistas dos mais variados pontos – com sotaques e idiomas diferentes, mas com a mesma disposição para gastar e movimentar a economia não apenas do balneário, mas de toda a cidade. Muitos são visitantes frequentes – e outros tantos, rendidos aos encantos do lugar, tornam-se moradores, mesmo que para isso tenham de enfrentar uma rotina de viagens frequentes a trabalho. 

Nascido no fim dos anos 1970, a partir de uma aposta do empresário Péricles Druck, Jurerê Internacional tornou-se praticamente uma unanimidade – apesar de uma polêmica inicial. Os outdoors da campanha de lançamento do projeto traziam a mensagem “Prepare o seu passaporte. Você está chegando em Jurerê Internacional”, tida como excludente por alguns indivíduos mais apressados que chegaram a acionar a Justiça para tratar do caso. O tempo mostrou o equívoco da avaliação inicial e o empreendimento consolidou a proposta de criar um espaço organizado e democrático de acesso à praia.

De pacata praia a balneário de luxo
Quando o visionário Péricles Druck, presidente do Grupo Habitasul, adquiriu uma área de 495 hectares na Praia de São Francisco, seu sonho era transformá-la em um dos melhores e maiores balneários do mundo – um lugar para morar e veranear, um Residential & Open Resort. Florianópolis tinha o cenário e o potencial turístico necessários para receber uma referência única, reunindo natureza e balneabilidade com estruturas qualificadas de urbanismo, moradia e turismo. A marca Jurerê Internacional imprime o conceito de estilo de vida conectado com a natureza. O nome Jurerê, de origem indígena, faz referência ao estreito canal Y-Jurerê Mirim, que separa a ilha do continente.

No início da década de 1980, o empreendimento foi viabilizado com um rigoroso projeto, seguido à risca desde sua implantação. Jurerê Internacional já nasceu com um plano diretor próprio, garantindo a preservação dos ecossistemas ambientais com o planejamento antecipado das ruas, construções, segurança, comércio e serviços. Um plano assentado nos princípios de urbanização orgânica e autossustentabilidade, materializados em ações concretas como o afastamento das vias de veículos da beira do mar e de áreas privativas da orla, implementação de uma faixa verde e do sistema próprio de água e esgoto.

A operação iniciou com o Jurerê Praia Hotel. Previu-se o zoneamento da região, com áreas residenciais, comerciais, de serviços e de turismo. As primeiras casas começaram a ser erguidas em 1983. Logo após, inaugurou-se um supermercado, um centro de esporte e um shopping a céu aberto, levando a independência e a autonomia ao embrionário balneário de luxo. Marcado pelo pioneirismo das operações, em paralelo, Jurerê Internacional instalou o Hotel Jurerê Beach Village, precursor em projetos de recuperação de áreas litorâneas. Previsto também desde o seu masterplan original, entretenimento diferenciado e de alta qualidade, o empreendimento tornou-se marca do balneário. Parte do conceito foi construído pelas parcerias com casas exclusivas de padrão internacional, como o Café de La Musique, o 300 Cosmo Beach Club, o Parador 12, o La Serena e o Donna Jurerê Internacional. Esses beach clubs junto à orla – compostos de bar, restaurante e atendimento aos usuários da praia – harmonizaram-se com o todo do empreendimento e construíram o way of life de Jurerê.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: