Sul sediará feira internacional de vinhos em 2018

Bento Gonçalves foi a cidade escolhida pela organização da Veronafiere

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

A qualidade dos vinhos e espumantes gaúchos despertou o interesse de investidores italianos. O resultado é que o Rio Grande do Sul vai sediar uma feira latino-americana de vinhos no ano que vem, provavelmente em novembro. A confirmação veio nesta quinta-feira (23), durante uma reunião entre o governador José Ivo Sartori, o secretário adjunto do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sdect), Evandro Fontana, e o diretor-geral da empresa italiana Veronafiere (foto), Giovanni Mantovani. A cidade escolhida foi Bento Gonçalves.

Sartori agradeceu a escolha do estado e lembrou que a imigração e a história sempre uniram o Rio Grande do Sul e a Itália. "Temos uma relação de amizade e fraternidade. A feira vai ser muito importante para destacar a qualidade dos vinhos, espumantes e sucos que produzimos na Serra gaúcha", declarou. Segundo o secretário Fontana, a possibilidade vinha sendo discutida desde 2016, quando o governador esteve na Itália em busca de parcerias e investimentos no setor vitivinícola gaúcho. "Neste ano, uma comitiva nossa visitou a sede da empresa Veronafiere, em Verona, para confirmar o interesse em realizar um grande evento para divulgar os vinhos brasileiros e, em especial, os gaúchos, no mercado mundial. Tenho certeza de que vai alavancar o setor", explicou.

Com mais de cem anos de experiência, a Veronafiere é uma das maiores empresas da Europa em organização de feiras. Anualmente, promove a Vinitaly, na Itália, considerada uma das principais feiras vinícolas do mundo. O diretor-geral, Giovanni Mantovani, afirmou que três critérios foram decisivos para escolher Bento Gonçalves. "É uma cidade que produz vinho, tem o setor organizado, com entidades de classe, conta com infraestrutura para turistas e um bom espaço para organizar um grande evento. Além disso, o RS está no centro do Mercosul", lembrou. Hoje, segundo o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o Rio Grande do Sul produz 90% de todos os vinhos e espumantes do Brasil, sendo que a Serra é o grande polo do setor. 

leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: