Sul tem melhor Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana

Estudo elaborado pela PwC e pelo Selur revela que Maringá obteve o melhor desempenho do Brasil

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Sul tem melhor índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana. Maringá lidera no país

A região Sul se destaca pelo segundo ano consecutivo em um estudo que analisa a aderência municipal à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) em cerca de 3 mil cidades brasileiras. Os estados sulistas, liderados por Santa Catarina e Paraná, obtiveram a melhor pontuação no estudo, com 70% dos municípios entre os 50 mais bem colocados no levantamento, seguidos pelos Estados do Sudeste. A região obteve a média 0,697. O primeiro colocado deste ano em todo o país é Maringá (foto), no Paraná, com uma nota de 0,744. Entre os 15 municípios da região listados no estudo, seis são paranaenses, seis são gaúchos e os três restantes são catarinenses (veja a tabela completa no final desta reportagem, feita com base nas localidades com mais de 250 mil habitantes).

O ISLU (Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana) é elaborado pela PwC Brasil em parceria com o Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana do Estado de São Paulo (Selur). A avaliação é feita a partir do desempenho em quatro dimensões: engajamento, recuperação de recursos coletados, sustentabilidade financeira e impacto ambiental. As notas variam de 0 a 1 – quanto mais próximo de 1, maior o cumprimento das metas e diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Legislação vigente
A Lei n° 12.305/10, que institui a PNRS, define por meio de instrumentos e obrigações as diretrizes que influenciam a cadeia de resíduos sólidos no Brasil. Hoje, cerca de 17 milhões de pessoas não tem acesso aos serviços de coleta de lixo. E dos 5.568 municípios, 3.326 ainda descartam seus resíduos incorretamente. Por ano, 41,3% das 79 milhões de toneladas de resíduos produzidos vão para vazadouros à céu aberto podendo ocasionar graves danos ao meio ambiente e à saúde da população. O ISLU mostra que 70% dos municípios com arrecadação específica para a gestão de lixo encaminham seus resíduos para aterros sanitários, considerado a destinação mais apropriada. Nas localidades sem arrecadação específica, o índice é de 28%. O estudo também revela que, nos municípios com arrecadação específica, o índice de reciclagem de lixo é o dobro (6%) daqueles onde não há a cobrança específica para a gestão de resíduos sólidos.

Pos. Sul

Pos. Brasil

Município

UF

Índice

1

1

Maringá

PR

0,744

2

5

Caxias do Sul

RS

0,727

3

6

S. José dos Pinhais

PR

0,722

4

7

Londrina

PR

0,718

5

9

Porto Alegre

RS

0,717

6

15

Curitiba

PR

0,706

7

20

Santa Maria

RS

0,698

8

22

Cascavel

PR

0,695

9

28

Joinville

SC

0,687

10

31

Pelotas

RS

0,684

11

48

Blumenau

SC

0,667

12

66

Viamão

RS

0,644

13

74

Florianópolis

SC

0,640

14

81

Ponta Grossa

PR

0,628

15

83

Gravataí

RS

0,624

leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: