Ainda sobre vinhos e consumidores

Foi uma grata surpresa saber que a Dunamis foi pioneira em envolver leigos na avaliação de seus produtos

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Vinhedos da Dunamis, em Dom Pedrito, no Rio Grande do Sul

No último post, louvei neste espaço a iniciativa protagonizada pela vinícola Peterlongo, de Garibaldi (RS), em reunir consumidores para degustar seus produtos às cegas (relembre aqui). Graças ao fim da propriedade intelectual e a consequente ascensão definitiva do compartilhamento, tese empregada por Hitendra Patel, líder global do IXL-Center, no evento que premiou as Campeãs de Inovação do Sul em Joinville (veja mais detalhes aqui), fui alertado que a Dunamis (foto), de Dom Pedrito (RS),  foi a pioneira no Brasil com a experiência ao envolver leigos na avaliação de seus produtos no Projeto Vinho Democrático. Para ser ainda mais preciso, além de consumidores, a Dunamis reuniu enólogos e formadores de opinião, há cinco anos, para ter uma ideia mais precisa de como uma bebida seria recebida pelo mercado. 

Tendo em vista a transparência de Cepas & Cifras, nada mais justo que fazer com que vocês, caros leitores assíduos deste Blog, também fizessem as pazes com a história. Afinal, como todos sabemos, memória também é ferramenta basilar deste incrível e apaixonante mundo vinícola. O vídeo a seguir reproduz reportagem veiculada no programa "Por falar em vinhos", que fazia parte da programação do Canal Rural, e que  foi conduzido brilhantemente por muitos anos pelo jornalista Irineu Guarnier Filho. Invista dez minutos do seu tempo revendo a matéria e, assim como eu, faça as pazes com a história. Parabéns, Dunamis, pelo pioneirismo! 




leia também

Tasting elege espumante moscatel rosé como o melhor - Mais de 50 apreciadores avaliaram seis produtos na sede da Peterlongo, em Garibaldi

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: