Exclusivo: a Neoway vai às compras, dentro e fora do Brasil

Empresa acaba de captar recursos de um fundo de Cingapura. Confira áudio com o CEO Jaime de Paula

Por Eugênio Esber

eugenioesber@amanha.com.br

CEO Jaime de Paula, da Neoway

Quando atendeu ao Portal AMANHÃ para falar sobre o plano de expansão internacional da Neoway, empresa de inteligência de dados com sede em Florianópolis, o fundador e CEO Jaime de Paula (foto) estava no aeroporto. Preparava-se para tomar um vôo para Portugal, onde trata da instalação, até o final do ano, de sua primeira unidade de negócios na Europa  - a Neoway já opera uma base em Nova York, além do escritório em São Paulo.  Jaime fechou há poucos dias sua terceira rodada de captação de investimentos. Desta vez, quem ingressou no capital da empresa é o fundo Temasek, de Cingapura. 

Disposta a atuar como um player global no mercado de Big Data Analytics, a Neoway usará os US$ 30 milhões captados agora para realizar fusões e aquisições dentro e fora do Brasil. A expectativa da empresa é faturar US$ 100 milhões de dólares em 2017 e pavimentar o caminho para a abertura de capital até 2019.

Confira, a seguir, o depoimento de Jaime de Paula a AMANHÃ.              


leia também

Com os pés firmes na nuvem - Como o desejo de unir pesquisa e negócios transformou um acadêmico no “big brother” tupiniquim

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: