Brasil fecha julho com alta de 17% no volume de fusões

Foram registradas 41 transações no Sul, revela PwC

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Brasil fecha julho com alta de 17% no volume de fusões, revela estudo da PwC

Julho registrou crescimento de 17% no volume de fusões e aquisições no país em relação a julho do ano passado. No período, foram anunciadas 49 transações, segundo relatório mensal da PwC, parceira técnica de AMANHÃ no ranking 500 MAIORES DO SUL. Já no acumulado dos sete primeiros meses, foram 349 transações, com incremento de 6% quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

A região Sul ficou em segundo lugar no interesse do investidor do início do ano até julho, atrás apenas do Sudeste, em primeiro (72% dos negócios anunciados, 250 transações). Foram 41 negociações efetuadas envolvendo empresas de Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná neste período, número 24% inferior ao mesmo período de 2016, quando tiveram 54 transações.

Tecnologia da Informação (TI) segue como o setor que mais atrai investidores, respondendo por 21% do volume total dos sete primeiros meses, com 74 transações, aumento de 16% em relação ao mesmo período de 2016. O setor de Serviços Auxiliares ocupou a segunda posição no ranking de volume de operações de janeiro a julho, com 11% do total, equivalente a 37 fusões e aquisições (elevação de 6% em comparação ao ano anterior). 

Até julho, os investidores financeiros estiveram presentes em 88 negociações, crescimento de 38% se comparado ao mesmo período de 2016, com 58% de investidores nacionais (51 transações) e 42% de investidores estrangeiros (37 transações). 


leia também

Aquisições movimentam US$ 48,9 bilhões em 2017 - Sul registrou 14% dos negócios, informa relatório da PwC

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: