Gustavo Werneck presidirá a Gerdau a partir de janeiro

Os membros da família farão parte do Conselho de Administração

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Gustavo Werneck presidirá a Gerdau a partir de janeiro

A Gerdau anunciou nesta quinta-feira (24) que os atuais integrantes da família na liderança executiva – o CEO André Gerdau Johannpeter e os vice-presidentes executivos Claudio Johannpeter e Guilherme Gerdau Johannpeter – passarão a se dedicar exclusivamente ao conselho de administração. Gustavo Werneck, atual diretor executivo da Operação Brasil, assumirá a gestão a partir de 1º de janeiro de 2018. De acordo com a empresa, o processo de escolha de Werneck durou apenas um ano. Quando André foi escolhido como CEO, há onze anos, a seleção durou três anos. 

Membros da quinta geração da família, André, Claudio e Guilherme se dedicarão a traçar estratégias de longo prazo para a Gerdau, a maior companhia da região, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ com a parceria técnica da PwC . A companhia também não prevê troca de membros no conselho. “Foi uma decisão bem pensada. Como representantes do controlador, temos mais a contribuir na parte estratégica”, declarou André. O CEO também esclareceu que o movimento não tem relação com a Operação Zelotes , onde a empresa é uma das investigadas. Atualmente, dois membros da sexta geração trabalham na companhia.

“Meu foco será aumentar a rentabilidade da operação”, prometeu Werneck  (foto). O futuro CEO também adiantou que, além da transição que durará até dezembro, ele se dedicará à divisão de negócios do Brasil.  Ao longo da transição, Werneck terá como uma das suas responsabilidades escolher o substituto para o posto de diretor executivo da Operação Brasil, posição que ele deixará em janeiro. Gustavo Werneck, 44 anos, atua na empresa há 13 anos. É formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e possui MBAs em gestão pelo Insper e Fundação Getúlio Vargas, além de cursos de aperfeiçoamento pela Insead, Harvard Business School, Kellogg School of Management e London Business School. Ele também já exerceu os cargos de diretor corporativo de TI e diretor industrial da Gerdau na Índia, entre outras posições.



Procuradoria denuncia executivos do Grupo na Zelotes

O jornalista Fausto Macedo, em seu blog no Estadão, indicou que o Ministério Público Federal denunciou 14 pessoas na Operação Zelotes, investigadas por crimes cometidos junto ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Segundo Macedo, trata-se da 17ª ação penal proposta no âmbito da Operação Zelotes e, desta vez, os alvos são executivos do Grupo Gerdau, além de advogados e ex-conselheiros do tribunal administrativo. As práticas investigadas ocorreram entre 2011 e 2014, período em que o grupo teve cinco Procedimentos Administrativos Fiscais (PAFs) analisados no tribunal.

Na segunda feira, a companhia divulgou nota, reiterando que "possui rigorosos padrões éticos na condução de seus pleitos junto aos órgãos públicos e reafirma que está, como sempre esteve, à disposição das autoridades competentes para prestar os esclarecimentos que vierem a ser solicitados".




leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: