Schatz Bier lança linha de cervejas de inverno

Rótulo que leva café, a Schtaz Coffee Ale, é feito com grãos orgânicos do Café do Mercado

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Schatz Bier lança linha de cervejas de inverno

É só o frio chegar que a gente já começa a procurar comidas e bebidas que combinem com a estação. Pensando nisso, a Petronius Beverages, de Caxias do Sul (RS), lança duas cervejas ideais para serem apreciadas no inverno. “Essas cervejas levam duas matérias-primas que são minhas paixões. O carvalho, que sempre usei nos destilados que produzi e que está presente na minha bebida favorita, o whisky, e o café, onde uso uma técnica de um antigo licor que eu fazia na década de 1980”, conta Emílio Kunz Neto, alquimista da Petronius.

Se no inverno não pode faltar café, a Petronius resolveu colocar na cerveja os aromas da bebida. Buscou na tradicional marca do Café do Mercado os grãos usados na Schatz Coffee Ale. “É uma cerveja que expressa o que a natureza tem melhor. Usamos cereais selecionados, água da chuva, lúpulo e café orgânico. Escolhemos os grãos do Café do Mercado pela qualidade dos cafés deles”, explica Emílio. Das montanhas do Espírito Santo, veio o café escolhido para produzir a cerveja: um blend de grãos orgânicos selecionados, de fazendas certificadas. "O café Montanhas tem um toque suave, deixando a bebida muito equilibrada e aromática. É uma cerveja de café muito fácil de beber", explica Clóvis Althaus Júnior, diretor do Café do Mercado.

Da Escócia veio a inspiração para criar a Schatz Oak Scotch. Uma scotch encorpada, com a complexidade aromática que a natureza oferece com a sua mais nobre madeira. A cerveja leva apenas ingredientes naturais: cereais selecionados, água da chuva, lúpulo e carvalho com grau de tosta ideal para o estilo. As duas cervejas têm a mesma base usada para elaborar o malte whisky. Kunz Neto buscou inspiração nas receitas do avô, do início do século passado. A Schatz Coffee Ale e a Schatz Oak Scotch estão à venda em lojas especializadas. O preço sugerido é R$ 26. 

Seis gerações
O projeto familiar resgata a história de seis gerações de produtores de bebidas no Brasil. A Petronius Beverages, dos sócios Emílio Kunz, Júlio Cesar Kunz e Augusto Kunz, foi fundada há três anos, mas a paixão pela arte de produzir bebidas da família começou muito antes, em 1846, ainda na Alemanha, quando Johann Philipp Kunz deixou o pequeno vilarejo de Bierkenfield, na Prússia, e veio ao Brasil. Os primeiros antepassados foram responsáveis pelas primeiras receitas de destilados que levaram o nome da família.

Para receber a sede da Petronius Beverages, a família escolheu uma propriedade de rara beleza, no interior de Caxias do Sul, em São Valentim da 2ª Légua. Uma região cercada pela natureza, onde mantém história e contemporaneidade em perfeita harmonia. Na propriedade, está também a casa mais antiga da cidade, construída pelos primeiros imigrantes italianos em 1876. Hoje, a Petronius já está presente no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás com as cervejas Schatz e a cachaça de alambique Serigote.

leia também

Petronius vinifica seus primeiros vinhos - Projeto resgata a história de seis gerações de produtores de bebidas no país

Por que a InBev precisa da SABMiller para crescer - Entrada nos países emergentes é a principal estratégia

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: