RS tem o maior salário médio da região Sul

Santa Catarina e Paraná também se destacam em levantamento do IBGE

Da Redação

redacao@amanha.com.br

RS tem o maior salário médio da região Sul

O levantamento do Cadastro Central de Empresas (Cempre) 2015, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), coloca os três Estados do Sul em destaque entre as principais economias do país, tanto em número de empresas, quanto em salário médio. O Rio Grande do Sul tem o terceiro maior salário médio do país, enquanto Paraná vem na quarta posição e Santa Catarina na quinta. Rio de Janeiro e São Paulo encabeçam a lista. Em número de empresas, Rio Grande do Sul e Paraná repetem a terceira e quarta posições, enquanto Santa Catarina fica em sexto. São Paulo e Minas Gerais são os Estados com o maior número de companhias, com Rio de Janeiro na quinta posição, à de frente dos catarinenses (confira os dados na tabela abaixo).

Por região, o Sul tem a vice-liderança em participação no número de unidades locais (22%) e em salários e outras remunerações (16,2%). Porém, em pessoal ocupado total e assalariado, a região ficou em terceiro (com 17,9% e 17,3%, respectivamente), perdendo para o Nordeste, que registrou, respectivamente, 18,1% e 18,7%. O Sudeste concentrava 51,1% (2,9 milhões) das unidades locais do país, assim como 50,2% das pessoas ocupadas (26,9 milhões), 49,8% das pessoas assalariadas (23,2 milhões) e R$ 840,3 bilhões (53,9%) em salários e outras remunerações. Esta é a primeira vez na série que o Sudeste fica com participação abaixo de 50% no total de pessoal ocupado assalariado.  No total nacional, em 2015, as 5,1 milhões de empresas e outras organizações ativas no país possuíam 5,6 milhões de unidades locais, que ocupavam 53,5 milhões de pessoas. Dessas, 46,6 milhões eram assalariadas, que receberam um total de R$ 1,6 trilhão em salários e outras remunerações.

UF

Salário médio (R$)

Número de empresas

RJ

2.924,34

415.981 (7,4%)

SP

2.833,60

1.736.337 (31%)

RS

2.375,21

471.192 (8,4%)

PR

2.326,31

454.051 (8,1%)

SC

2.239,64

309.133 (5,5%)

MG

2.118,67

600.979 (10,7%)

 


leia também

Brasil deve ter neste ano safra 29,2% maior do que em 2016 - As três principais lavouras de grãos deverão ter crescimento

Conab estima queda de 5,4% na safra de grãos - Produção brasileira deve chegar a 196,5 milhões de toneladas

Confiança do consumidor sobe 2,1 pontos em fevereiro - É a segunda alta consecutiva do índice calculado pela FGV

Desemprego atinge 13,5 milhões de pessoas - Segundo o IBGE, é um novo recorde da série histórica iniciada em 2012

Desemprego sobe para 9% entre agosto e outubro - Contingente de trabalhadores com carteira assinada caiu 1%

Desemprego tem maior taxa para janeiro desde 2009 - População desocupada chegou a 1,9 mi nas regiões metropolitanas

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: