Itaipu defenderá integração à rede mundial de reservas de biosfera

Programas ambientais e de sustentabilidade da usina serão apresentados em Paris

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Itaipu defenderá integração à rede mundial de reservas de biosfera

A Itaipu Binacional (foto) participa em Paris, entre 12 e 15 de junho, da 29ª sessão do Conselho Internacional de Coordenação do Homem e da Biosfera, do Programa MaB – Man and the Biosphere (MAB – ICC), da Unesco. A delegação da usina defenderá no evento a participação de Itaipu na rede mundial de reservas de biosfera, que são áreas voltadas à pesquisa cooperativa, à conservação do patrimônio cultural e à promoção do desenvolvimento sustentável.

A delegação de Itaipu, formada pelos diretores-gerais brasileiro e paraguaio, Luiz Fernando Vianna e James Spalding, o diretor de coordenação do Paraguai, Pedro Domaniczky Lanik, e o assessor do diretor-geral, Paulo Maranhão, vai apresentar as ações e programas ambientais e de sustentabilidade desenvolvidos pela empresa, tanto internamente quanto na sua área de atuação, que compreende 29 municípios do Oeste do Paraná. “Já reconhecida e premiada pela ONU por sua atuação socioambiental, em especial pelos cuidados com a água, a usina de Itaipu poderá ser a primeira hidrelétrica incluída na rede mundial de reservas da biosfera”, comemora Luiz Fernando Vianna, diretor-geral brasileiro de Itaipu. 

Atuação
Além de manter reservas e refúgios ambientais, a Itaipu atua para garantir a sustentabilidade também no seu entorno, com a difusão da aquicultura e piscicultura no reservatório, por exemplo, e o apoio às práticas de produção agropecuária menos agressivas ao meio ambiente. Já alinhada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, patrocinados pela ONU, Itaipu e seu entorno se credenciam a ser uma das novas áreas que o Programa MaB da Unesco selecionará para fazerem parte da Rede de Reserva da Biosfera Mundial.

Com a inclusão nessa rede, a usina poderia não apenas participar e se beneficiar do compartilhamento de pesquisas das outras reservas espalhadas pelo mundo, como fortaleceria seu papel político e institucional na região, o que favoreceria o desenvolvimento de programas e projetos para uma visão de futuro comum, tendo o desenvolvimento sustentável como horizonte. O Conselho Internacional do MaB é composto por 34 estados membros da Unesco, eleitos pela conferência geral da entidade. Criado para facilitar a cooperação científica internacional sobre as interações entre o homem e seu meio, o programa foi lançado em 1971 e é resultado da "Conferência sobre a Biosfera", realizada pela Unesco, em setembro de 1968, também em Paris.


leia também

Estudo revela que 78,9% dos municípios do Sul têm plano de resíduos - De acordo com a pesquisa do Ministério do Meio Ambiente, o maior índice da região é do Paraná

Itaipu reassume a liderança mundial em geração - O recorde se soma ao título de maior produção de energia acumulada

Itaipu terá compartilhamento de veículos elétricos - O projeto é piloto e vai atender apenas funcionários da usina

Itaipu volta a ser a maior do mundo - A produção de 2015 supriria o consumo do Sul por um ano

Moody’s coloca rating do Paraná em revisão - Deterioração da economia do Brasil impacta estados, diz agência

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: