Vinho faz cidade do Sul ter população multiplicada por três

Polentaço levou mais de 6 mil pessoas para Monte Belo do Sul

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Polentaço levou mais de 6 mil pessoas para Monte Belo do Sul

Se os números servem de indicativo, o Dia do Vinho conseguiu desenvolver uma interessante carta de opções para matar a sede do público brasileiro por atrativos enoturísticos. A programação encerrada no último domingo (4) e realizada, desde 19 de maio, de forma simultânea e descentralizada por três regiões do Brasil, atraiu mais de 37 mil pessoas em 14 eventos espalhados por uma dezena de municípios. No geral, entre cinco polos de enoturismo pelo Sul, Sudeste e Nordeste do país, além de Porto Alegre, houve ainda uma sucessão de programações com lotação esgotada.

“Importante observar que este número considera apenas aqueles chamados eventos-âncora e de aproximadamente a metade dos municípios participantes. Se fôssemos considerar o público de todas as mais de 200 atrações oferecidas pelo Dia do Vinho em 2017, certamente passaríamos de 40 mil pessoas. Trouxemos para os vinhos do Brasil um público de características e preferências bastante variadas, pois se trata de um evento de grandes dimensões. Tanto é que se o Sul tivesse um pouquinho do sol que havia no Vale do São Francisco durante essas duas semanas de programação, a contagem poderia ser ainda maior”, comemora Dirceu Scottá, presidente do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). O Ibravin é um dos organizadores do evento, ao lado do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) Região Uva e Vinho. 

Entre os resultados mais expressivos da programação gerenciada pela parceria estiveram os mais de 15 mil litros de vinhos vendidos em apenas três dias (dois deles, sob chuva intensa) para cerca de 15 mil pessoas na Feira do Vinho, na Praça Dante Alighieri, em Caxias do Sul (RS), e uma celebração da polenta (foto) que, durante um fim de semana, fez a população de um município do Vale dos Vinhedos, Monte Belo do Sul (RS), multiplicar-se por três. Já em Veranópolis (RS), no evento especial de encerramento do Dia do Vinho, a Quermesse Enogastronômica VeraCult, outra ocorrência digna de nota: debaixo de forte chuva, neblina e temperatura na faixa dos 15 graus, a largada para o Pedal da Longevidade somou quase 150 ciclistas.

“A Monte Belo do Sul aproveitou para realizar o Polentaço integrado à programação do Dia do Vinho e, assim, colocou 6,5 mil pessoas em um município de aproximadamente 2 mil habitantes. Em Veranópolis, mesmo com chuva, o VeraCult, um evento criado especialmente para celebrar o Dia do Vinho, atraiu 1,3 mil pessoas. Do outro lado, temos Caxias do Sul, município de quase meio milhão de habitantes, que apesar do tempo desfavorável, ainda vendeu média de um litro de vinho por pessoa em praça pública. Este é o espírito do Dia do Vinho: oferecer programações simultâneas e descentralizadas, com variedade de opções, preços e diversão para todos os gostos”, destaca João Leiden, presidente do Segh Região Uva e Vinho.


leia também

Capital Nacional do Vinho apresenta atrações para 2017 - Bento Day percorrerá Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Brasília para estimular um dos setores que sustenta sua economia

Carrefour promove feira de vinhos no Sul - Evento, com apoio do Ibravin, será realizado em 10 lojas da rede localizados no Paraná e no Rio Grande do Sul

Catarinense Michele Crispim é a nova MasterChef Brasil - Reality Show prova que, assim como a gastronomia atualmente, o vinho também ganhará muito espaço

Decanter Magazine: "Brasil está no centro das atenções" - Referência mundial no setor, revista dedica matéria sobre o Sul vinícola

Lei transforma Blumenau em Capital Nacional da Cerveja - Enoturismo do Vale dos Vinhedos servirá de inspiração para a cidade

Luiz Argenta, vinhos que atraem (não só) pelo design - Vinícola de Flores da Cunha tem se destacado por atrair novos consumidores pela estética das garrafas

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: