Gravataí calcula prejuízos com fechamento da Heineken

A fábrica era a quinta maior colaboradora em retorno de ICMS

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Gravataí calcula prejuízos com fechamento da Heineken

No início deste mês a cervejaria Heineken anunciou o fechamento da planta em Gravataí (RS). Dos 145 funcionários que trabalhavam na fábrica, 95 foram demitidos. Cerca de 20 seguirão trabalhando até dezembro, quando todo o estoque e maquinário já devem ter saído da cidade. 

"A decisão foi tomada com base nos constantes estudos de viabilidade do negócio e na necessidade de levar a operação da companhia a outro patamar de excelência, mantendo sua sustentabilidade econômica. Além disso, com a nova configuração, tendo em vista a integração com as operações da Brasil Kirin, a Heineken passa a contar com uma malha fabril muito mais completa no país, passando de 5 para 16, incluindo uma localizada no próprio Estado, na cidade de Igrejinha", comunicou a empresa em nota.

No ano passado, a companhia foi a quinta maior em retorno financeiro. Em 2016, a unidade faturou R$ 590 milhões, respondendo por um retorno de ICMS de aproximadamente R$ 3,6 milhões. A prefeitura da cidade foi comunicada na sexta-feira (2). Agora, o município pensa em alternativas para ocupar o espaço deixado pela Heineken. A empresa havia feito um investimento na unidade em 2007 e, até o ano passado, tinha isenção de IPTU como incentivo. 


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: