Edson Nassar deixa comando do Sicredi

Novo presidente será definido até 31 de maio

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Edson Nassar deixa comando do Sicredi

O Sicredi comunicou que Edson Nassar (foto), CEO do Banco Cooperativo, da Confederação e da Fundação Sicredi, decidiu deixar a posição que ocupa na instituição financeira cooperativa, fechando um ciclo virtuoso de mais de oito anos. Nassar permanecerá no cargo até o dia 31 de maio de 2017, enquanto o Conselho de Administração da SicrediPar conduz o processo para a designação do novo presidente. Após essa data, assume, interinamente, João Tavares, CFO do Banco Cooperativo Sicredi, que está na instituição há 19 anos. 

Nassar contribuiu para o ciclo de desenvolvimento e de expansão do Sicredi com iniciativas como a potencialização do crescimento da instituição financeira com a filiação da Central Norte Nordeste e a implementação da primeira agência de uma cooperativa de crédito na Avenida Paulista, centro financeiro do país, em São Paulo. Ele tem mais de 33 anos de carreira no segmento de bancos de varejo, tendo atuado como diretor e principal responsável pelos produtos, serviços e canais de varejo, crédito imobiliário e presidente da Corretora de Seguros do Citibank. Ele estava no Sicredi desde 2009, ocupando anteriormente a função de diretor-executivo de produtos e negócios. 


leia também

A Rede quer avançar no Sul - Credenciadora do Itaú ambiciona crescer na região

A tecnologia como mola propulsora da economia gaúcha - Executivos do Tecon Rio Grande, da 4all e do Sicredi acreditam que a TI cumprirá papel estratégico para o Estado

ADVB-PR elege Maroan Tohmé Personalidade de Vendas 2018 - Tatiana Reichmann, da Ademilar, é a Empresária do Ano

Cooperativismo: um sistema resiliente - Mesmo sofrendo o impacto da turbulência política e da crise econômica nos últimos anos, cooperativas se fortaleceram

Em tempos de crédito escasso, a Central Sicredi Sul avança - Na contramão dos bancos, cooperativa de crédito planeja abrir oito agências no RS e outras 14 em SC

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: