Bolsa inicia semana em baixa e dólar em alta

Mercado terá volatilidade enquanto aguarda desfecho da crise

Da Redação, com Agência Brasil

redacao@amanha.com.br

Bolsa opera em baixa e dólar tem alta no início do pregão. Mercado terá grande volatilidade enquanto aguarda por desfecho da crise política

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3),o Ibovespa, encerrou o dia com queda de 1,54%. O dólar, por sua vez, terminou o pregão cotado a R$ 3,27 na venda, com alta de 0,6%. Nesta segunda-feira (22), dia em que a agência de classificação de risco Moody's informou o rebaixamento dos ratings (classificação é feita a partir de uma avaliação concedida pelas principais agências de classificação de risco) da JBS, as ações da empresa caíram 30% na Bovespa. Apesar das perdas, a Bovespa e a moeda norte-americana abriram a semana com oscilações menores que as da quinta-feira (18), o dia seguinte à divulgação da delação da JBS envolvendo o presidente da República, Michel Temer, e o senador Aécio Neves (PSDB-MG). 

Na ocasião, o Ibovespa chegou a cair 10,6% e foi acionado o circuit breaker. O mecanismo paralisa os negócios por meia hora quando a Bolsa tem quedas superiores a 10%. Na ocasião, a Bovespa terminou o pregão em queda de 8,8%. No mesmo dia, o dólar encerrou com alta de 7,9%. Na sexta-feira (19) a Bovespa encerrou em terreno positivo, subindo 1,69%, e o dólar a R$ 3,28, caindo 3,9%.

"A semana está em aberto. Enquanto não houver uma grande conclusão, o mercado terá muita volatilidade", garante Olavo Souza, gerente de mesa de derivativos da Mirae Asset Wealth Management ao site do Infomoney.


leia também

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A crise no terceiro parceiro comercial do Sul - Casa Rosada anuncia pacote econômico. Indústria brasileira começa a evitar vendas a prazo na Argentina

A JBS sai das cordas - Se está patente que o Brasil tende a soçobrar numa turbulência amarga, os irmãos Batista deverão sobreviver bastante bem

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

A vingança de Camões - Massacrar o português não é passaporte para o sucesso. É só um atentado civilizacional

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: