Michel Temer afirma que não renunciará

Presidente disse que provará que não tem nenhum envolvimento

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Michel Temer afirma em pronunciamento que não renunciará

O presidente Michel Temer afirmou em pronunciamento na tarde desta quinta-feira (18) no Palácio do Planalto que não renunciará. Ele falou sobre a delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. As delações já foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. 

"No Supremo, mostrarei que não tenho nenhum envolvimento com esses fatos. Não renunciarei, sei o que fiz e sei a correção dos meus atos. Exijo investigação plena para o esclarecimento ao povo brasileiro. Não temo nenhuma delação, nada tenho a esconder. Nunca autorizei que se utilizasse meu nome", declarou. "Meu governo viveu nesta semana seu melhor e seu pior momento", recordou Temer, em referência aos índices de inflação, de  emprego e da economia. "Todo o esforço para tirar o país da recessão pode se tornar inútil", afirmou.

Reportagem publicada no site do jornal "O Globo" na quarta (17) informou que Joesley entregou ao Ministério Público gravação de conversa na qual ele e Temer conversaram sobre a compra do silêncio do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso na Operação Lava Jato.

leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A JBS sai das cordas - Se está patente que o Brasil tende a soçobrar numa turbulência amarga, os irmãos Batista deverão sobreviver bastante bem

A responsabilidade do Congresso - O cuidado com os recursos públicos e o respeito à restrição orçamentária deveriam ser valores da casa, opina Zeina Latif

Ações da Braskem seguem em queda por Lava Jato - Os papéis desvalorizaram mais de 5% nesta quinta-feira

Acredite: até o lucro da Renner caiu - Clima e recessão fizeram resultado ter queda de 10,5%

Aécio Neves é alvo de operação da Polícia Federal - STF determina afastamento do Senador e do deputado Rocha Loures

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: