BRDE e EMBRAPII financiam projetos inovadores no Sul

Convênio agilizará tramitação do processo de financiamento

Da Redação

redacao@amanha.com.br

BRDE e EMBRAPII financiam projetos inovadores no Sul

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE e a Empresa Brasileira de Pesquisa de Inovação Industrial (EMBRAPII) formalizaram um convênio para facilitar o financiamento de projetos inovadores no Sul. Por meio do acordo, o BRDE vai oferecer crédito de longo prazo para empresas e empreendedores aptos a receber recursos subsidiados da EMBRAPII por meio de suas unidades e polos credenciados. A atuação da EMBRAPII se dá por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas (Unidades) em várias regiões do País. A EMBRAPII oferece recursos financeiros não-reembolsáveis para a implantação de projetos de PD&I em parceria com empresas. O apoio financeiro aos projetos se dá pela subvenção de até um terço das despesas dos projetos aprovados, enquanto o restante do valor será dividido entre a empresa parceira e a Unidade. Atualmente, há 27 Unidades em operação.

O acordo da EMBRAPII com o BRDE vai permitir que empresas inovadoras da região Sul, especialmente pequenas e médias, tenham acesso a capital para investir a contrapartida faltante e completar o valor total do projeto. “O papel do BRDE é oferecer crédito de longo prazo por meio do programa BRDE Inova, que prevê condições diferenciadas de financiamento, para estes projetos que já foram analisados pelas unidades da EMBRAPII e que já demonstraram um elevado potencial inovador”, explica Nelson Ronnie dos Santos, superintendente do BRDE em Santa Catarina.

Para o diretor-presidente da EMBRAPII, Jorge Guimarães, a parceria com o BRDE é um elemento especial para estimular ainda mais a participação efetiva do segmento industrial da região no esforço de ampliar a inovação em projetos de P&D das próprias empresas. “O modelo operacional da EMBRAPII, que financia sem reembolso até um terço do valor do projeto, possibilita aos parceiros financeiros, como é o caso do BRDE, participação em vários formatos. Por isso, esta parceria tem um caráter especial, abrindo novas portas para impulsionar o desenvolvimento econômico de todo o Sul do país”, avaliou. O acordo prevê ainda ações conjuntas de divulgação do programa BRDE Inova e das linhas de financiamento disponíveis dentro do convênio. A expectativa é de que as duas entidades identifiquem projetos inovadores que podem ser aderentes à modelagem do convênio e possam trocar informações e indicar entre si as iniciativas passíveis de financiamento. 

Benefícios
Para Neuto De Conto, diretor de acompanhamento e recuperação de créditos do BRDE, o convênio vai contribuir para que o recurso da EMBRAPII chegue aos pequenos e médios negócios. “Muitas vezes são projetos extremamente criativos e inovadores, mas as empresas que os idealizaram encontram dificuldade em executá-los, pois estão em fase inicial ou os empreendedores não possuem recursos”, explica.  Outro grande benefício do convênio para as empresas do Sul será a agilidade de tramitação do processo de financiamento dentro do BRDE, segundo explica o diretor financeiro Renato Vianna: “Como os projetos já foram analisados pelas Unidades da EMBRAPII, será possível conceder os financiamentos do BRDE de forma mais ágil. O banco se compromete a atribuir prioridade na análise das solicitações de financiamento apresentadas pelas empresas industriais no âmbito deste convênio, além de condições facilitadas para as garantias”, afirma.

leia também

Aprendendo marketing com “De volta para o futuro” - Por que não existem ainda os skates voadores da ficção?

Badesul instala sindicância interna - Irregularidades na liberação de recursos serão investigadas

BC aprova plano de recuperação do Badesul - Agência gaúcha de fomento venderá operações em prejuízo

Beto Richa deseja retomar Sudesul - No Codesul, governador do PR propõe integração dos Estados da região

BNDES volta a habilitar o Badesul - A contrapartida à retomada do limite operacional será a apresentação de um plano de reestruturação

BNDES: economia deve avançar no segundo semestre - Previsão foi feita por Maria Silvia Marques em visita ao BRDE

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: