BC dos EUA mantém juros no mesmo patamar

Fed sustenta previsão de duas altas ao longo de 2017

Por Agência Brasil

BC dos EUA mantém juros no mesmo patamar

O Federal Reserve (Fed), Banco Central dos Estados Unidos, cumpriu as expectativas da maioria dos analistas de mercado americanos e manteve o patamar das taxas de juros do país entre 0,75% e 1%, além de ter considerado os dados negativos de consumo e crescimento no primeiro trimestre como "transitórios". As informações são da agência EFE. "Os fundamentos econômicos que sustentam o crescimento continuado no consumo continuam sólidos", disse o Fed em um comunicado, ao término de sua reunião de dois dias sobre política monetária.

O primeiro cálculo de evolução do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre de 2017 foi de 0,7% em taxa anual, o pior desempenho trimestral em três anos, marcado por uma queda nos gastos dos consumidores. Apesar disso, o Fed manteve suas previsões de duas altas adicionais dos juros ao longo de 2017, após a realizada em março deste ano, que deixou as taxas entre 0,75% e 1%.

Os analistas não esperavam movimento dos juros por parte do Fed neste encontro e apontam a próxima reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto, marcada para 13 e 14 de junho, como possível data para um novo ajuste.


leia também

A crise no terceiro parceiro comercial do Sul - Casa Rosada anuncia pacote econômico. Indústria brasileira começa a evitar vendas a prazo na Argentina

Anefac: juros sobem pelo 16º mês seguido - Bancos elevam taxas para compensar aumento da inadimplência

Banco Central anuncia ações para baixar custo do crédito - Goldfajn confirmou que será proposta a cobrança de preços diferenciados para pagamentos em dinheiro e cartão de crédito

Banco Central indica corte menor de juros - Copom também prevê fim gradual do ciclo de reduções

Banco Central prevê queda do PIB de 3,3% este ano - A inflação, medida pelo IPCA, deve ficar em 6,9%

Bancos não poderão cobrar juros de mercado por atrasos em pagamentos - Para o BC, exigência trará mais uniformidade às operações de crédito e tornará as regras mais claras para os clientes

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: