Gerdau diz à PF que discussão sobre MP foi “legítima”

Regra de tributação de lucros no exterior foi alterada em 2013

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Gerdau diz à PF que discussão sobre MP foi “legítima”

Jorge Gerdau Johannpeter, presidente do conselho consultivo da Gerdau (foto), prestou depoimento à Polícia Federal na semana passada (7), em Porto Alegre. O inquérito investiga a Medida Provisória 627, de 2013, que alterou regras da tributação de lucros de empresas brasileiras com negócios fora do país e resolveu pendências envolvendo o pagamento de dívidas com o Fisco. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, um relatório do Ministério Público Federal (MPF) afirma que o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, à época em que foi secretário da Fazenda, participou de tratativas que resultaram em favorecimento à Gerdau na tramitação de uma medida provisória no Congresso. O documento sustenta que o ministro conversou com o empresário sobre regras tributárias de interesse da empresa. 

Oliveira negou que tenha feito qualquer gestão para influenciar o Congresso a decidir em favor da Gerdau e de outras empresas. Em nota, a Gerdau afirmou que participou, de forma legítima e em conformidade com a legislação brasileira, de discussões sobre a bitributação de lucros provenientes do exterior, lideradas por entidades de classe e em conjunto com outras empresas de atuação internacional. A companhia também declarou que está à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos.


leia também

A fantástica fábrica de aço - Como a inteligência artificial, os aplicativos e os drones foram incorporados às práticas industriais da Gerdau

A reestruturação da Gerdau veio na hora errada? - Transação seria negativa por causa da dívida da maior empresa do sul

As empresas brasileiras que podem virar “anjos caídos” - S&P revela quais companhias correm o risco de perder grau de investimento

Carf determina que Gerdau pague R$ 4 bilhões à Receita - Defesa afirmou que pode recorrer para reverter a decisão

Carf mantém autuação contra Gerdau - Empresa deve impostos sobre lucros no exterior

Citi recomenda papéis da Gerdau e espera alta de 50% - Corretora analisou resultados de concorrentes da maior empresa do Sul nos Estados Unidos

comentarios




Eduardo

Estaria a Gerdau sendo prejudicada por legislações burras de mercado, típicas de países burocratas como o Brasil? Ou realmente a empresa roubou do grande público? Não estou por dentro dos fatos, porém, é inegável que numa uma batalha entre empresa modelo de sucesso por sua qualidade, tanto de produtos quanto de gestão, versus governo que rouba bilhões todos os anos, a tendência a princípio é colocar-se do lado de quem tem feito mais pelo Brasil (Gerdau).

Comentar

Adicione um comentário: