Michael Page revela as profissões em alta no Sul

Empresas oferecem salários de até R$ 45 mil

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Michel Page revela as profissões em alta no Sul

Uma pesquisa realizada pela Michael Page revela as melhores oportunidades de emprego no Sul. A consultoria, que é especializada em recrutamento para cargos de média e alta gestão, tem notado que a região tem buscado executivos preparados para o período de retomada econômica. Habilidades gerenciais, técnicas de negociação, disciplina orçamentária, visão estratégica e capacidade de liderança integram o perfil exigido pelos recrutadores. As áreas de finanças, TI, RH e comercial são promissoras para os três Estados. “No Rio Grande do Sul cabe um destaque para o segmento de logística. O setor, que está aquecido, oferece salários acima de R$ 13 mil”, anuncia Felipe Ribeiro, gerente da Michael Page para o Rio Grande do Sul.

A novidade no Paraná é o recrutamento de especialistas em saúde, segurança e meio ambiente. Em geral, as vagas do Estado exigem habilidades em três frentes: orçamentária, produtiva e gestão de pessoas. Na opinião de Thiago Gaudêncio, gerente da consultoria para o Paraná e Santa Catarina, o mercado corporativo paranaense é similar ao catarinense. “Os cargos em alta do Paraná refletem o mesmo cenário de Santa Catarina. Por essa razão é que as informações são equivalentes do ponto de vista corporativo”, explica o executivo. 

Confira, a seguir, as profissões com maior demanda no Sul. Em alguns casos, o salário pode alcançar a cifra de R$ 45 mil.

As seis profissões em alta no Paraná e em Santa Catarina

Controller
O que faz: responsável pelo fechamento contábil, apuração e revisão de impostos, gestão orçamentária e consolidação dos resultados
Perfil da vaga: experiência em gestão de custos, sólida visão de negócios e bom relacionamento com todas as demais áreas da empresa
Motivo para alta: a recessão econômica acentuada nos últimos dois anos exige um perfeito planejamento orçamentário e sua execução
Salário: R$ 16 mil a R$ 22 mil

Especialista SSMA (Saúde, Segurança e Meio Ambiente)
O que faz: centraliza processos de saúde, segurança e meio ambiente para setores produtivos e administrativos, realiza fiscalizações, revê processos e faz controle de riscos
Perfil da vaga: perfil técnico-analítico com conhecimento de normas de segurança, procedimentos de saúde do trabalho e legislação ambiental
Motivo para alta: as empresas precisam de profissionais que antecipem cenários e promovam alertas relevantes ao evitar acidentes, por exemplo
Salário: R$ 6 mil a R$ 12 mil

Gerente comercial
O que faz: desenvolvimento e prospecção de clientes, gestão da estratégia comercial e de equipes
Perfil da vaga: experiência comprovada na manutenção e crescimento de margem de vendas, bom relacionamento com as principais marcas do segmento de sua atuação e experiência em gestão de pessoas
Motivo para alta: empresas buscam equilibrar rentabilidade com volume de vendas, aumentar seu market share e manter uma base sólida de clientes recorrentes
Salário: R$ 12 mil a R$ 18 mil

Gerente de desenvolvimento organizacional
O que faz: responsável pela avaliação do desempenho de todos os executivos da empresa e acompanhamento do desenvolvimento individual dos colaboradores
Perfil da vaga: experiência em gestão organizacional e retenção de talentos
Motivo para alta: empresas querem elevar o desempenho dos seus executivos
Salário: R$ 18 mil a R$ 22 mil

Gerente de desenvolvimento de TI
O que faz:
gestão de equipe de desenvolvimento de software com implantação ou manutenção de metodologia de projetos de desenvolvimento
Perfil da vaga: conhecimento em diferentes linguagens, ambientes de desenvolvimento e database
Motivo para alta: decorrente do aumento da necessidade das companhias em lidar com oportunidades, riscos e desafios da TI
Salário: R$ 10 mil a R$ 18 mil

Gerente /Especialista de melhoria contínua
O que faz:
desenvolve projetos de melhoria contínua por meio de metodologias de mercado como os sistemas de gestão e produtividade
Perfil da vaga: experiência mista em áreas de produção/desenvolvimento 
Motivo para alta: as empresas buscam a redução de custos através da revisão  e melhoria de processos
Salário: R$ 8 mil a R$ 18 mil

As seis profissões em alta no Rio Grande do Sul

Diretor financeiro
O que faz:
lidera a área financeira
Perfil: liderança, confiabilidade e diligência com as transações operacionais
Motivo para alta: após o período de estagnação econômica, as empresas demandam profissionais para abordagem estratégica e incisiva dos negócios, preparando-as para um novo ciclo de crescimento
Salário: R$ 30 mil a R$ 45 mil

Especialista contábil
O que faz: atua na rotina do fechamento contábil. Controla, calcula, classifica e lança a apropriação das contas contábeis
Perfil da vaga: graduação em ciências contábeis
Motivo para alta: as empresas buscam maior rentabilidade dos negócios
Salário: R$ 6 mil a R$ 10 mil 

Gerente de crédito
O que faz:
gerencia equipe de análise de crédito, coordena a gestão de risco e implementa as políticas a serem seguidas
Perfil da vaga: conhecimento financeiro e analítico do mercado, além das práticas de regulamentação e políticas de crédito
Motivo para alta: retomada lenta do mercado com necessidade de mitigação de riscos.
Salário: R$ 12 mil a R$ 20 mil 

Gerente de exportação
O que faz:
gerencia parcerias e estruturas comerciais fora do Brasil para abertura de mercado e rentabilidade de operações offshore
Perfil da vaga: conhecimento sobre o funcionamento do mercado externo e domínio de línguas estrangeiras
Motivo para alta: baixa na economia nacional nos últimos anos incentivou empresas brasileiras a buscarem consumidores em outras regiões
Salário: R$ 18 mil a R$ 28 mil

Gerente de logística
O que faz:
gerencia operações de depósito, armazém e distribuição, previsão, planejamento, sistemas de logística e atendimento ao cliente
Perfil da vaga: conhecimento sobre armazenagem, movimentação e distribuição de bens, produtos ou serviços
Motivo para alta: retomada do consumo impactando os mercados de bens de consumo e varejo
Salário: R$ 14 mil a R$ 23 mil 

Gerente sênior/Diretor de RH
O que faz:
responde pelo planejamento, organização, direção e controle das políticas de recursos humanos
Perfil da vaga: liderança, visão estratégica e de negócios
Motivo para alta: devido à diminuição de orçamento para programas tradicionais de desenvolvimento de pessoas, as companhias estão buscando profissionais com orientação maior ao negócio (vendas e operação) com medidas de impacto no curto prazo
Salário: R$ 21 mil a R$ 40 mil


leia também

"Carnaval à vista" - Embora reconheça a exuberância da festa carioca, é para o eixo Recife-Olinda que se voltam meus afetos

A necessidade de controlar a internet nas empresas - O mau uso pode causar até mesmo demissão por justa causa

A profissão onde o salário pode ser de até R$ 100 mil - Síndicos profissionais administram vários condomínios ao mesmo tempo

A tragédia brasileira - Consola saber, contudo, que o que não falta é trabalho

A utilidade da reforma trabalhista - Patrões e empregados devem tentar transformar as novas regras em algo que seja útil à carreira de cada brasileiro

Agosto tem perda de 86,5 mil empregos, informa Caged - Esse é o pior resultado para o mês em 20 anos

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: