Engevix quer evitar 7 mil demissões na região sul

Empresa aguarda liberação de R$ 63 milhões da CEF para financiar a construção de navios-plataforma

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Engevix quer evitar 7 mil demissões na região sul

A Engevix está pedindo para a Caixa Econômica Federal (CEF) liberar imediatamente uma parcela de R$ 63 milhões retida desde outubro do ano passado para financiar a construção de navios-plataforma encomendadas pela Petrobras. O valor evitaria a demissão de  cerca de sete mil trabalhadores do estaleiro controlado pela empresa no município de Rio Grande (RS).

A companhia teria chegado situação "limite" e precisa urgentemente de dinheiro novo para assegurar sua sobrevivência. De acordo com informações do Jornal Valor Econômico desta quarta-feira (6), um dos sócios da Engevix, José Antunes Sobrinho, está na China para negociar um empréstimo de US$ 230 milhões com bancos locais. A operação estaria praticamente fechada. Os chineses, porém, decidiram só concretizar o financiamento quando houver a liberação de crédito por instituições brasileiras.  Até o momento, a Caixa Econômica Federal não deu nenhuma posição oficial sobre o assunto.

A Engevix detém 70% da Ecovix, controladora do estaleiro situado em São José do Norte, que tem oito encomendas para cascos de plataformas. Os outros 30% da Ecovix pertencem a um consórcio de cinco empresas japonesas liderado pela Mitsubishi Heavy Industries.



leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Marcos Rene Mews

Sinceramente a Engevix deveria ter pensado nas consequências de seus atos antes de partir para processos ilícitos com o governo. É muito fácil agora jogar a culpa da falta de gestão e decisões erradas nas mãos do funcionários. Porém isso é algo comum nas organizações, pois os acionistas ou a alta direção tomam suas decisões, por vezes erradas, não pensando nas consequências para a empresa ou seus funcionários e famílias dos mesmos Só se pensa no lado financeiro, um capitalismo puro.

Comentar

Adicione um comentário: