Professor do Sul conquista prêmio científico no Canadá

Ganhadores do Gairdner são potenciais candidatos ao Nobel

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Cesar Victora, da UFPel, é um dos sete cientistas que receberam o Gairdner, mais importante premiação científica do Canadá

O professor Cesar Victora (foto), de 65 anos, da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) é um dos sete cientistas que receberam nesta terça-feira (28) o Gairdner, mais importante premiação científica do Canadá. Ganhadores desse título são considerados como potenciais candidatos ao Prêmio Nobel. Victora recebeu o prêmio na categoria Saúde Global, concedido àqueles que contribuem de forma positiva para a saúde de países em desenvolvimento. O anúncio da premiação foi realizado em uma cerimônia em Toronto. 

O título foi concedido em reconhecimento ao conjunto de estudos sobre amamentação e nutrição materno-infantil. O pesquisador liderou uma pesquisa, iniciada na década de 1980, que foi a primeira a mostrar que a amamentação exclusiva (sem oferta de águas ou chás para bebês) ajudava a reduzir a morte dos bebês no primeiro período da vida. De acordo com o estudo, o aleitamento exclusivo até seis meses reduzia em 14 vezes o risco de morte por diarreia e em 3,6 vezes o risco de morte infantil por doenças respiratórias.

O professor também liderou em 2006 um consórcio internacional que reuniu dados de 11 mil crianças, acompanhadas desde o nascimento até a vida adulta. A partir da análise, pesquisadores criaram o conceito de “janela de oportunidades”, indicando que as intervenções nessa fase são prioritárias. O professor também liderou estudos que indicaram, pela primeira vez, que a amamentação não está apenas relacionada à redução de mortalidade, mas à inteligência.


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: