Confiança do consumidor atinge maior nível desde dezembro de 2014

O resultado continua sendo conduzido principalmente pela melhora das expectativas

Da Redação, com Agência Brasil

redacao@amanha.com.br

Confiança do consumidor atinge maior nível desde dezembro de 2014

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 3,5 pontos em março. O indicador atingiu 85,3 pontos, em uma escala de zero a 200, o maior nível desde dezembro de 2014 (86,4). 

“A Sondagem de março confirma a retomada da trajetória de alta da confiança do consumidor, interrompida com um forte ajuste no sentido contrário ao final do ano passado. O resultado continua sendo conduzido principalmente pela melhora das expectativas. Apesar disso, notícias favoráveis à retomada da economia, como a desaceleração da inflação, a queda dos juros e a liberação de recursos de contas inativas do FGTS, podem levar a uma alta mais consistente das variáveis que medem a situação corrente dos consumidores ao longo dos próximos meses” afirma Viviane Seda Bittencourt, coordenadora da Sondagem do Consumidor.

A alta foi influenciada pelos aumentos da confiança no presente e do otimismo em relação ao futuro. O Índice de Expectativas, que avalia as opiniões dos consumidores em relação aos próximos meses, avançou 5,1 pontos e alcançou 95,7 pontos, o maior patamar desde fevereiro de 2014 (100,7). Já o Índice da Situação Atual, que mede a confiança dos consumidores, subiu 1,2 e atingiu 71,5 pontos, o maior nível desde agosto de 2015 (71,8).


leia também

Aplicativo da Anatel registra problemas com celulares - Usuário relatará falhas da operadora contratada por ele

Atividade industrial segue enfraquecida - Para CNI, a ociosidade no setor continua elevada

Aumento da gasolina fez inflação avançar em outubro - No acumulado desde janeiro, o índice teve elevação de 8,4%

CNC: Intenção de Consumo das Famílias cresce 0,5% - Pesquisa mostra insatisfação do consumidor com a situação atual

CNI: empresário da indústria está menos confiante - Resultado interrompe recuperação iniciada após redução de junho

CNI: índice de confiança do empresário melhora - Fatores como a redução dos juros animaram industriais

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: