MRV projeta aumentar vendas no Sul em 40%

Expectativa se baseia no desempenho regional da construtora

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Anderson Medeiros, diretor comercial da MRV para o Sul do país

A MRV Engenharia projeta que suas vendas no Sul avancem 40% neste ano – praticamente o dobro do índice registrado em 2016 (21%). A expectativa de crescimento da regional se afirma nos números da construtora entre janeiro e fevereiro. “Comparando os dados do primeiro bimestre de 2017 com os do ano anterior, observamos um salto de 66%”, anuncia Anderson Medeiros (foto), diretor comercial da MRV para o Sul do país. 

A comercialização de imóveis na região metropolitana de Curitiba reforça o indício de que a construtora alcançará a meta. O residencial Reserva Casa Blanca, em São José dos Pinhais, foi o empreendimento da MRV, em todo o Brasil, que teve o maior número de vendas até fevereiro, alcançando um Valor Geral de Vendas [ou VGV, estimativa calculada pela soma do valor potencial de venda de todas as unidades de um prédio residencial, por exemplo] superior a R$ 27 milhões. Segundo Medeiros, o Paraná foi responsável por aproximadamente 10% dos negócios da construtora no primeiro bimestre. “A expectativa de aumento na operação de 2017 para o Estado é de algo em torno de 45%”, destaca. 

O gestor executivo de vendas da construtora no Paraná, Marcelo Alves, detalha que no período foram vendidas pouco mais de 21% das unidades do residencial. “Negociamos metade das unidades que lançamos, pois o empreendimento terá, ao final, 1.280 apartamentos e estamos realizando a comercialização em seis etapas”, explica. O local será erguido em uma área superior a 80,2 mil metros quadrados, o que equivale a mais de 11 campos de futebol. “Este será o maior empreendimento da MRV no Sul”, informa Alves. O residencial seguirá os moldes do Spazio Cosenza, construído em Curitiba. 


leia também

MRV Engenharia amplia lançamentos no Sul - Entre julho e setembro, empresa lançou 17 empreendimentos na região

comentarios




Elisangela Menezes

A empresa poderia voltar a atenção à sua força de vendas, montar uma estratégia em torno de agilidade pagamentos, manter colaboradores motivados, resoluções mais rápidas se tratando de finalizar um processo de venda, capacitar melhor os gerentes para dar suporte ao colaborador e não somente enviar relatórios, afinal, relatórios não vendem imóveis - corretores motivados sim!

Comentar

Adicione um comentário: