Dois frigoríficos demitem 280 funcionários no Paraná

Souza Ramos e Master Carnes, que não exportavam, ficam em Colombo

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Dois frigoríficos da Região Metropolitana de Curitiba investigados na Operação Carne Fraca, que verifica a adulteração de carne, demitiram 280 pessoas nesta quarta-feira (22). Com tudo parado por causa das investigações, a direção dos dois frigoríficos, comandados pela mesma companhia, resolveram demitir. Uma fila de funcionários se formou na frente dos frigoríficos Souza Ramos e Master Carnes, em Colombo, para assinar o aviso prévio. O Souza Ramos, de acordo com a Polícia Federal, usou carne de aves em produtos etiquetados como peru. O Master Carne, citado na investigação como Central de Carnes Paranaense, é investigado por corrupção e injeção de produtos cárneos em seus produtos. Ambos não exportaram seus produtos. 

O secretário de Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara, falou sobre os prejuízos que recaem sobre o setor. “A suspensão temporária de exportações por importantes mercados pode provocar um represamento de produção e afetar toda a cadeia. Certamente, se isso perdurar, teremos fábricas de ração parando e unidades industriais com estoques cheios de carne”, relatou. Ortigara avalia que é necessário debelar a crise e mostrar ao mundo a confiança na higidez no sistema de inspeção brasileiro. Ele afirmou também que o Paraná se empenha para dar força às ações do governo federal, Ministério da Agricultura e Itamaraty para que se dê transparência e se prove que o país não tem problema sanitário.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: