Petronius vinifica seus primeiros vinhos

Projeto resgata a história de seis gerações de produtores de bebidas no país

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Emílio Kunz Neto, diretor da Petronius Beverages

Nas últimas semanas o lúpulo e o malte deram lugar às uvas na sede da Petronius Beverages, em Caxias do Sul (RS). A vinícola começou o processo de vinificação dos seus primeiros rótulos. "Essas primeiras uvas que chegam resgatam a nossa história no mundo do vinho, que começou com o meu vô no início do século passado.", recorda Emílio Kunz Neto (foto), diretor da Petronius. 

O projeto familiar resgata a história de seis gerações de produtores de bebidas no país. A empresa, dos sócios Emílio Kunz, Júlio Cesar Kunz e Augusto Kunz, foi fundada há três anos. Porém, a paixão pela arte de produzir bebidas começou muito antes, em 1846, ainda na Alemanha, quando Johann Philipp Kunz deixou o pequeno vilarejo de Birkenfeld, na Prússia, e veio ao Brasil. Os primeiros antepassados foram responsáveis pelas primeiras receitas de destilados que levaram o nome da família. Para receber a sede da Petronius Beverages, a família escolheu uma propriedade de rara beleza que fica localizada em São Valentim da 2ª Légua, no interior de Caxias do Sul. Na propriedade, está também a casa mais antiga da cidade, construída pelos primeiros imigrantes italianos em 1876. 

Com uvas colhidas em Pinto Bandeira – a primeira Denominação de Origem para espumantes do Novo Mundo – e Encruzilhada do Sul, a Vinícola Petronius vai ter uma linha de vinhos jovens (um branco e um tinto) e vinhos especiais (tinto encorpado, licoroso e um espumante pelo método tradicional). "Para manter a tradição, seguiremos trabalhando exclusivamente com vinhos finos, buscando a máxima qualidade", antecipa Emílio. Vinhateiro experiente, ele também foi responsável para produção de dezenas de rótulos na antiga vinícola da família. Na Petronius, o desejo de voltar a fazer vinho sempre esteve presente, desde o início da empresa, em 2013. "Pessoalmente, fiquei sem vinificar nas últimas três safras. Já estava com saudade", garante Emílio afirmando que os primeiros rótulos devem ser comercializados nos próximos meses. Hoje, a Petronius já está presente em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul, no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Goiás com as cervejas Schatz e a cachaça Serigote.


leia também

A magia do vinho no sudoeste da França - Fernando Dourado Filho conta como a bebida pode mudar o rumo dos negócios

Abilio Diniz se torna sócio minoritário da Wine - Valor da transação do e-commerce de vinhos, que pertence ao Grupo RBS, não foi revelado

Espumantes brasileiros são protagonistas em prova do MasterChef Profissionais - Episódio desafiou os competidores a elaborarem pratos que harmonizassem com três rótulos verde-amarelos

Grupo DiPaolo planeja abraçar o Sul - Empresário Paulo Geremia pretende abrir unidade em Curitiba até 2018

Laboratório de Referência Enológica passará por modernização - Aporte de R$ 18 milhões ajudará no controle mais efetivo dos vinhos brasileiros comercializados no país

O rejuvenescimento da Festa Nacional da Uva - Evento do Sul que destaca a imigração italiana ensaia atrair jovens, mas sem abandonar o culto aos antepassados

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: