Shanghai Electric deve fechar acordo com Eletrosul

Negócio deve exigir investimentos de aproximadamente R$ 3 bilhões

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Chinesa Shanghai Electric deve fechar acordo com Eletrosul

A Eletrosul (foto), subsidiária da Eletrobras, deve fechar em fevereiro a transferência de participação em um conjunto de projetos de transmissão de energia na região Sul para a chinesa Shanghai Electric. A informação é do jornal Valor Econômico desta sexta-feira (3). Os empreendimentos, que envolvem 2 mil quilômetros de linhas de transmissão e oito novas  subestações, devem exigir investimentos de cerca de R$ 3 bilhões. 

Segundo uma fonte com conhecimento direto do assunto, as negociações estão em estágio avançado e só não foram concluídas até o momento devido ao feriado do ano novo chinês, que começou no sábado (28). “Na prática, explicou a fonte, a negociação não envolve entrada de recursos no caixa da Eletrosul. Por outro lado, a estatal não terá mais a obrigação de fazer os investimentos de R$ 3 bilhões”, relata a reportagem. 

Procurada pelo jornal, a Eletrosul informou que as negociações prosseguem com a empresa chinesa Shanghai Electric para a viabilização dos empreendimentos de transmissão que integram o Lote A do leilão 004/2014 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A operação é um dos quatro modelos de desinvestimentos estabelecidos pela holding Eletrobras, que prevê alcançar R$ 4,6 bilhões com venda de ativos neste ano. A também chinesa State Grid já manifestou recentemente sua visão de que uma aquisição da CEEE (companhia elétrica que atua no Rio Grande do Sul) faria sentido. 


leia também

comentarios




Milton Pomar

Pelo visto, a velha máxima do futebol ("quem não faz, leva") segue valendo, também na economia. A estratégia da China de investir no mundo nas áreas prioritárias (alimentos, energia) tem sido seguida à risca pelas empresas chinesas. As próximas notícias de investimentos chineses deverão ser em grandes agroindústrias.

Comentar

Adicione um comentário: