Aurora atinge receita de R$ 8,5 bilhões em 2016

Cooperativa catarinense teve lucro de R$ 109,2 milhões

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Aurora atinge receita de R$ 8,5 bilhões em 2016

Apesar das imensas dificuldades do período, a Cooperativa Central Aurora Alimentos (foto) fechou o exercício de 2016 com resultados positivos. A receita operacional bruta, por exemplo, cresceu 12,8% e atingiu R$ 8,5 bilhões. O lucro (ou as “sobras” no jargão do cooperativismo) foi de R$ 109,2 milhões. O resultado obtido em 2015 havia sido de R$ 246 milhões. 

“O ano de 2016 ficará marcado na histórica brasileira por um quadro de dificuldades, assinalado pela recessão econômica, desemprego e baixo nível de consumo. O setor agroindustrial foi penalizado, ainda, pela aguda escassez de milho no mercado interno e pelo encarecimento geral dos insumos, o que reduziu a rentabilidade das empresas brasileiras dedicadas a transformação da proteína vegetal em proteína animal”, analisa Mário Lanznaster, presidente da cooperativa.

As vendas no mercado doméstico responderam por 76% do faturamento. No mercado interno, aumentos significativos de volumes e preços de vendas ocorreram nas regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. No Sul e no Norte houve redução nos volumes e aumento nos preços. A Aurora  atua em cerca de 170 municípios de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul, do Paraná e do Mato Grosso do Sul. 


leia também

A Coopercentral Aurora colhe frutos no exterior - A exportação fará a cooperativa obter alta de 15% nas vendas no ano

ABDI: crise argentina deixa Brasil sob alerta - Setor automotivo deve sofrer maior impacto

Acordo comercial entre EUA e México pode afetar Brasil - AEB prevê mais prejuízo para o setor automotivo

Acordos comerciais fortalecem exportação catarinense - A indústria de cerâmica é uma das primeiras beneficiadas

ADVB-SC: Havan brilha no Top de Marketing 2018 - Isabel Machado, da Aurora, foi eleita a profissional do ano

AEB prevê superávit comercial de US$ 46,9 bi para 2016 - Apesar da ampliação, exportações renderão menos este ano

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: