As novas carreiras do marketing digital

Estatísticos e engenheiros podem se beneficiar na área

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Estatísticos e engenheiros podem se beneficiar com as novas carreiras do marketing digital

O marketing digital transformou-se nos últimos dez anos. O setor ramificou-se em diversas áreas de atuação ao combinar marketing e dados. Também tem servido de base para estratégias, ações e campanhas. Com isso, surgiram áreas promissoras que costumam associar comunicação e TI exigindo profissionais com qualificação interdisciplinar. “Hoje, o profissional de marketing digital precisa ter uma formação muito mais analítica para poder administrar a quantidade de informações que esse meio gera. Estatísticos e engenheiros podem ter bastante relevância nesse meio”, sugere Manuel Materon, diretor de operações da IgnitionOne, empresa de soluções para marketing digital. As empresas que tem maior demanda por esses profissionais são, principalmente, agências de comunicação, prestadoras de serviços, sites de e-commerce e produtoras de aplicativos. Veja a seguir detalhes de dez novas carreiras, as principais atividades dos profissionais da área e a remuneração mensal.

Business Intelligence (BI)
Analisa indicadores de performance e dados que nortearão as decisões estratégicas das empresas para aumentar as vendas.
Salário*: R$ 4 mil a R$ 20 mil

Client Services
Responsável por traduzir e alinhar as necessidades e expectativas do cliente e da empresa. Seu foco é o relacionamento das duas partes do atendimento.
Salário*: R$ 3 mil a R$ 6 mil

Data Scientist
Através da análise dos dados, propõe ações e soluções para problemas complexos. Também avalia a ativação das campanhas a partir das informações processadas.  
Salário*: R$ 5 mil a R$ 30 mil

Especialista em Search Engine Marketing (SEM)
Elabora e controla campanhas de links patrocinados, definindo o orçamento e as palavras-chaves utilizadas. Desenvolve ações com base nas métricas de resultados das campanhas e na análise do comportamento de busca do usuário.
Salário*: R$ 5 mil a R$ 15 mil

Especialista em Search Engine Optimization (SEO)
Responsável por fazer o site de uma empresa liderar o ranking de motores de busca. Administra os resultados das buscas, identifica palavras-chave e analisa concorrentes. Tudo para aumentar o número de visitantes de uma página.
Salário*: R$ 5 mil a R$ 15 mil

Especialista em Usabilidade (UX)
Desenvolve e emprega melhorias em aplicativos e websites que facilitam a utilização do usuário. Deve oferecer uma experiência fluida e de fácil aprendizagem para que a página tenha alta navegabilidade.
Salário*: R$ 5 mil a R$ 15 mil

Gerente de Comunidades Sociais
Acompanha as plataformas de redes sociais como Facebook, Youtube, Twitter e SnapChat estimulando o relacionamento da marca com seus consumidores. Planeja ações em redes sociais com produção de conteúdo específico para essas plataformas.
Salário*: R$ 6 mil a R$ 18 mil

Growth Hacker
Seu principal objetivo é aumentar o número de clientes e usuários de um determinado produto ou serviço. Para isso, deve entender os hábitos de consumo, comportamentos e tendências e através deles encontrar os potenciais gatilhos de crescimento.  
Salário*: R$ 3 mil a R$ 11 mil

Trafficker
Encarregado por gerenciar, programar e controlar o tráfego de uma página na web.
Salário*: R$ 3 mil a R$ 6 mil

Web designer
Envolve a criação de sites, com o desenvolvimento de interfaces atraentes para as pessoas. Cria layouts, banners, projetos, scripts e folders para as páginas da internet.
Salário*: R$ 5 mil a R$ 15 mil

*Fontes: Page Group e Portal AMANHÃ.


leia também

"Carnaval à vista" - Embora reconheça a exuberância da festa carioca, é para o eixo Recife-Olinda que se voltam meus afetos

A necessidade de controlar a internet nas empresas - O mau uso pode causar até mesmo demissão por justa causa

A profissão onde o salário pode ser de até R$ 100 mil - Síndicos profissionais administram vários condomínios ao mesmo tempo

A superfície e as profundezas da economia - Retomada poderá ser difícil dada a situação financeira empresarial

A tragédia brasileira - Consola saber, contudo, que o que não falta é trabalho

A utilidade da reforma trabalhista - Patrões e empregados devem tentar transformar as novas regras em algo que seja útil à carreira de cada brasileiro

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: