Grupo chinês Pengxin negocia participação na paranaense Belagrícola

A transação está em processo final de auditoria e deve ser anunciada nas próximas semanas

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Grupo chinês Pengxin negocia participação na paranaense Belagrícola

O grupo chinês Pengxin está prestes a fechar a aquisição de participação na paranaense Belagrícola (foto), de Londrina. A informação está na edição do jornal Valor Econômico desta segunda-feira (30). A negociação está em processo final de auditoria técnica e contábil dos ativos e deve ser anunciada nas próximas semanas. Este é o segundo negócio do conglomerado chinês a ser fechado no Brasil. 

Há menos de um ano, o grupo comprou 57% da Fiagril, holding que atua como trading nas áreas de grãos e venda de insumos que tem sede em Mato Grosso. O Pengxin, que atua em setores como mineração, imobiliário e agrícola, planeja a intenção de avançar no país com aquisições por meio da Dakang Pasture Farm, seu braço agropecuário.

Criada em 1985 por João Andreo Colofatti como uma pequena revenda de insumos em Londrina (PR), a Belagrícola tornou-se uma cerealista com faturamento anual da ordem de R$ 3 bilhões. Além dos insumos, a Belagrícola tornou-se uma comercializadora regional de grãos relevante, ampliando sua atuação do norte do Paraná para São Paulo e, mais recentemente, Santa Catarina. 


leia também

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: