Privatização: Bovespa questiona Banrisul

Meirelles inclui venda na negociação da União com o Rio Grande do Sul

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, admite possível privatização do Banrisul

A especulação sobre a privatização do Banrisul fez as ações subirem de mais de 14% na quinta-feira (26). Por essa razão, a BM&FBovespa pediu explicações. O banco estatal emitiu um comunicado em que informa não ter identificado "nenhuma informação que tivesse partido do banco ou mesmo de seu controlador, o Estado do Rio Grande do Sul, que justificasse tal movimentação". No documento, o Banrisul afirma que a movimentação atípica se deu por causa da reportagem do jornal Valor Econômico (clique aqui para ler o comunicado na íntegra). A matéria informava que fontes do governo federal teriam admitido que dificilmente o problema do Estado será resolvido sem a venda. 

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (foto), admitiu que a eventual privatização do Banrisul faz parte das discussões com o governo gaúcho, mas ainda está sob análise. As conversas sobre a negociação de um ajuste fiscal com o Rio Grande do Sul começaram nesta semana e terão sequência na semana que vem. O secretário da Fazenda do Rio Grande do Sul, Giovani Feltes, havia negado essa hipótese na manhã de quinta. “O governo federal não exigiu nenhuma contrapartida neste sentido. Longe disso. A privatização do Banrisul está fora de cogitação”, reiterou Feltes. O governo espera fechar o acordo de renegociação da dívida com a União até fim de fevereiro. Uma equipe técnica da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) virá ao Estado no início do próximo mês para avaliar o impacto de medidas adotadas desde 2015 e emitir relatório a ser usado na negociação. 

Deputados já aconselharam o governador a tentar envolver o Banrisul no acordo com a União, a fim de garantir um empréstimo acima de R$ 8 bilhões, capaz de colocar as contas em dia. Sartori tem descartado a sugestão. Mesmo que o governador quisesse oferecer o banco estatal na renegociação que prevê a suspensão dos pagamentos da dívida por três anos, precisaria superar dois entraves. Um deles é derrubar a exigência de plebiscito, prevista na Constituição, ou submeter a proposta de venda ou federalização a uma consulta popular. Para mudar a Constituição, seriam necessários três quintos dos votos na Assembleia (33 de 55). Em dezembro, o governo não conseguiu alcançar esse limite para liberar da consulta a a Sulgás, a Companhia Riograndense de Mineração (CRM) e a CEEE. Uma emenda deverá ser votada em fevereiro.

leia também

Banrisul emitirá R$ 2 bilhões em letras financeiras - Valor foi tomado por empréstimo por ex-governador

Banrisul lucra R$ 188 mi no primeiro trimestre - O resultado foi favorecido por receitas de serviços e tarifas

Banrisul lucra R$ 339,9 milhões no semestre - Provisões para recuperações judiciais diminuíram o resultado do banco

Banrisul lucra R$ 389,6 milhões no primeiro semestre - Valor é 14,6% maior do que o obtido no mesmo período de 2015

Banrisul paga R$ 1,2 bi para manter folha de servidor do RS - Renovação do contrato terá validade de dez anos

Banrisul soma ativos de R$ 68,9 bilhões até março - O desempenho reflete os efeitos da melhora do ambiente de risco

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: