Tabaco movimenta economia de quase metade das cidades do Sul

De acordo com dados da safra 2015/2016, cultivo da folha rendeu R$ 5,2 bilhões aos produtores da região

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Cultivo de fumo rendeu R$ 5,2 bilhões aos produtores da região Sul

Com mais de 98% da produção concentrada no Sul, o tabaco é em muitos municípios a mola propulsora do desenvolvimento. É o caso de Canguçu, no Rio Grande do Sul, que na última safra ocupou a liderança do ranking de maiores produtores de tabaco, seguido de São Lourenço do Sul e Venâncio Aires – que por muitos anos foi considerado o maior produtor de tabaco do Brasil de acordo com dados da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

Atualmente, a cultura está presente em 574 dos 1.191 municípios da região, envolvendo mais de 144 mil famílias. De acordo com dados da safra 2015/2016, os 293 mil hectares plantados renderam 539 mil toneladas produzidas e R$ 5,2 bilhões aos produtores. Para o presidente do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco), Iro Schünke, o fumo é uma cultura fundamental nos aspectos sociais e econômicos. "O tabaco continua sendo referência de qualidade de vida e de renda para a agricultura familiar e a qualidade do produto segue sendo reconhecida pelos importadores", avalia. 

O Rio Grande do Sul possui sete dos 10 maiores produtores de tabaco do Brasil: Canguçu, São Lourenço do Sul, Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul, Candelária, Camaquã e Vale do Sol. Juntos, esses municípios respondem por 16% do total produzido no Sul, com 87.164 toneladas. Ao todo, 236 municípios gaúchos plantam tabaco e o Estado responde por mais da metade da produção brasileira.

Santa Catarina aparece no ranking com as cidades de Canoinhas (4ª) e Itaiópolis (6ª). Mais de 70% dos municípios catarinenses produzem tabaco. Além de Canoinha e Itaiópolis, Santa Terezinha, Irineópolis, Bela Vista do Toldo, Mafra, Papanduva, Vidal Ramos, Ituporanga e Içara estão entre os maiores produtores na última safra. Rio Azul, no Paraná, ficou na 10ª posição. Outros 130 municípios paranaenses cultivaram tabaco na última safra, com destaque também para São João do Triunfo, Prudentópolis, Ipiranga, Irati, Imbituva, Palmeira, Guamiranga, Piên e Ivaí.

Cerca de 90% da produção é exportada para 90 países, colocando o Brasil na primeira posição do ranking mundial de exportação desde 1993 e gerando uma intensa movimentação logística, bem como milhares de empregos diretos e indiretos. Bélgica, China e Estados Unidos estão entre os principais destinos do produto.  

leia também

Atividade econômica do Sul cai 2,5% em 2015 - Queda foi puxada por desempenho negativo do comércio e da indústria

Brasil deve ter neste ano safra 29,2% maior do que em 2016 - As três principais lavouras de grãos deverão ter crescimento

Conab estima queda de 5,4% na safra de grãos - Produção brasileira deve chegar a 196,5 milhões de toneladas

Conab prevê queda de 9,5% na safra de grãos 2015/2016 - Resultado cai devido ao recorde alcançado na produção de 2014/2015

Em dez anos, Brasil deve ultrapassar os EUA na produção de soja - Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul são responsáveis por 35,5% da colheita do grão no país

Estimativas do IBGE indicam safra menor em 2016 - Região Sul deve colher 74,6 milhões de toneladas

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: