Vida a -15°

Quanto mais azul estiver o céu, mais inclemente pode ser a sensação térmica

Por Fernando Dourado Filho, de Dresden (Alemanha)

Vista de Berlim no inverno

Não saberia dizer se o título acima está adequado. Por mais fria que esteja a Europa desses dias, não se pode dizer que estejamos vivendo continuadamente a temperaturas negativas. Quem assim passa a vida são os siberianos. Nós aqui, quando muito, encaramos frio dessa ordem durante uma ou duas semanas consecutivas – e já é o bastante –, e logo virá uma trégua. Seja como for, o tema merece que façamos algumas digressões. 

Assim sendo, nos dias que antecedem a entrada do frio devastador, os serviços de acolhimento aos moradores de rua entram em alerta máximo. Por mais que tenhamos sociopatas que se recusam a dormir em abrigos destinados a essa finalidade, o rigor da temperatura termina falando mais forte e, na imensa maioria dos países, praticamente ninguém dormirá ao relento, o que poderia significar morte por hipotermia. 

Para os que nunca viveram semelhante experiência, vale dizer que é incomparável. As orelhas ardem e, logo depois, não mais as sentimos. Qualquer parte exposta do corpo está sujeita a uma espécie de queimadura. Quanto mais azul estiver o céu, mais inclemente pode ser a sensação térmica. A hidratação permanente é imperativa e a água congela facilmente, mesmo quando acondicionada no bolso dos impermeáveis.

Em muitos países, o uso de correntes nos pneus é obrigatório e, em caso de sinistro, nenhum seguro cobrirá as despesas se ficar comprovado que os pneus eram convencionais. Para quem viaja a negócios, os efeitos em cascata do fechamento dos aeroportos é um pesadelo continuado. A interdição de um dos três grandes "hubs" europeus pode engendrar grandes perdas. Enfim, o campo agradece e a primavera virá mais resplandecente. 

Mas nessas horas, a Europa está literalmente tremendo.


leia também

Auf Deutsch - Contrariamente ao que reza a sabedoria popular, são muitos os alemães desinibidos, extrovertidos e brincalhões

Carne Fraca já afeta vendas do Brasil no exterior - O país enfrenta cancelamentos de pedidos da China e da Europa

Lesbos e o Nobel da Paz - O que singulariza o pedido é que os gregos passam por um momento dramático e mostram que sempre cabe mais um no coração

O mais novo xodó da Europa - A comunidade de negócios percebe claramente que o pior ficou para trás. E que o futuro sorri para Portugal

O tsunami financeiro global avança sobre a América Latina - Depois de EUA e Europa, é a vez dos países emergentes serem atingidos pela crise

Quase primavera - Essa estação é, sobretudo, um estado de espírito

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: