The Economist: Sul escapa dos danos da recessão

Reportagem afirma que região tem lições a ensinar ao resto do país

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Vista de Chapecó, em Santa Catarina: pujança do Sul é destaque na revista inglesa The Economist

A revista inglesa The Economist, uma das publicações mais respeitadas do mundo, destaca a pujança do Sul. A reportagem de duas páginas afirma que a região sofreu bem menos com a recessão brasileira e aproveita para mostrar os contrastes econômicos do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul com os demais Estados. O polo tecnológico de Florianópolis também é destaque, assim como uma empresa de Pato Branco (PR) que produz drones para a agricultura, e a Brasil Foods. O texto foi escrito pelo jornalista Jan Piotrowski, correspondente da publicação no Brasil.

"Embora a região não tenha se livrado da pior recessão na história moderna do Brasil, seus efeitos foram moderados. O desemprego do Sul dobrou para 8% desde que a crise começou em 2014, mas continua bem abaixo da média nacional de 11,8%. A região tem algumas lições a ensinar ao resto do país", sublinha a reportagem.  

A forte cultura cooperativista também é destacada pela publicação. Santa Catarina, relata a matéria, é o Estado com o maior número de operações de microcrédito. O cooperativismo ainda desenvolve a educação por meio das universidades comunitárias. Chapecó (foto) tem duas universidades deste tipo, por exemplo. A reportagem também aponta desafios como a crise fiscal no Rio Grande do Sul e a infraestrutura. "Uma viagem de Concórdia até Florianópolis pode levar 11 horas de caminhão", exemplifica a The Economist.  

Clique aqui para ler a reportagem completa.


leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

500 MAIORES DO SUL homenageia empresas da região - Festa de premiação do ranking de AMANHÃ e PwC será no dia 5 de novembro, em Porto Alegre

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

A responsabilidade do Congresso - O cuidado com os recursos públicos e o respeito à restrição orçamentária deveriam ser valores da casa, opina Zeina Latif

A vingança de Camões - Massacrar o português não é passaporte para o sucesso. É só um atentado civilizacional

Ações da Braskem seguem em queda por Lava Jato - Os papéis desvalorizaram mais de 5% nesta quinta-feira

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: