Fiergs: enxugamento se faz necessário

Entidade se posiciona sobre medidas anunciadas por Sartori

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Fiergs se posiciona sobre medidas anunciadas por Sartori

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) considera o pacote de medidas, anunciado na segunda-feira (leia mais detalhes aqui), pelo governador José Ivo Sartori, um “esforço de enxugamento da máquina estatal que se faz necessário”. Segundo a entidade, se a Assembleia Legislativa aprovou um marco de políticas públicas com a Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual e posteriormente a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) prevendo aumento de gastos limitado a 3%, será coerente aprovar as medidas de enxugamento. “A falência das finanças públicas estaduais já estava prevista desde 1989, quando a FIERGS lançou o estudo que ficou conhecido como Relatório Sayad, isso há 27 anos. Pena que os governantes não tenham dado a devida atenção ao documento”, afirma Heitor José Müller, presidente da Fiergs. 

Em nota, a federação afirma, ainda, que espera que os deputados tenham sensibilidade para aprovar as medidas. “Uma pena, também, que os líderes do funcionalismo público não tenham defendido a categoria com realismo, mas se preocuparam em manter os privilégios, cujo resultado só poderia ser essa situação de falência que se reproduz em outros Estados”, finaliza o documento. 



leia também

comentarios




Paulo Fam

Parabenizo a Fiergs pelo apoio, mas isso é muito pouco. Tem de mobilizar classe empresarial para fazer contatos com deputados e encher as galerias de empresários para prestar apoio ao projeto.

Comentar

Adicione um comentário: