STF confirma decisão que institui prisão em 2ª instância

Decisão deve ser aplicada em todos os casos em andamento

Por Agência Brasil

STF confirma decisão que determina prisão em segunda instância

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta sexta-feira (11) confirmar a decisão em que validou a prisão de condenados pela segunda instância da Justiça. Em votação eletrônica, os ministros entenderam que a decisão deve ser aplicada em todos os casos que estão em andamento no Judiciário.

Em outubro, por seis votos a cinco, o Supremo tinha mantido o entendimento da Corte sobre a possibilidade da decretação de prisão de condenados após julgamento em segunda instância. Por maioria, o plenário da Corte rejeitou as ações protocoladas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pelo Partido Ecológico Nacional (PEN) para que as prisões ocorressem apenas após o fim de todos os recursos, com o trânsito em julgado.

Em fevereiro, o STF havia revisado a jurisprudência para admitir que o princípio constitucional da presunção de inocência cessa após a confirmação da sentença pela segunda instância.


leia também

Cármen Lúcia homologa delações da Odebrecht - Os depoimentos prestados ao MPF podem ser utilizados como prova

Defesa de Temer desiste de recurso no STF - A medida foi tomada após a Corte autorizar perícia no áudio

Detentos ganham curso de sommelier na Itália - A ideia foi promovida pela AIS, Borgo San Nicola e a vinícola Feudi di Guagnano

Estados conseguem fatia maior da repatriação no STF - Decisão de Rosa Weber beneficia Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Fachin autoriza 76 inquéritos contra políticos - STF pede que 201 investigações sejam enviadas para a primeira instância

Fachin autoriza depoimento de Temer à PF por escrito - Defesa quer prestar esclarecimentos após perícia em áudio

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: