Itajaí tem o melhor resultado fiscal da região Sul

Ranking elaborado pelo Tesouro Nacional destaca ainda Joinville (SC), São José (SC) e Alvorada (RS)

Da Redação, com Agência Brasil

redacao@amanha.com.br

Itajaí tem o melhor resultado fiscal da região Sul

O Tesouro Nacional divulgou nesta sexta-feira (4) mais uma parte do Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais. Desta vez, o documento traz informações fiscais e individualizadas dos 146 municípios brasileiros com mais de 200 mil até 2015. No último dia 20, o Tesouro já tinha publicado parte do documento, com dados dos estados e do Distrito Federal, para mostrar o grau de dificuldade dos estados e a necessidade de reformas estruturais (leia mais detalhes aqui). 

As notas variam de A ao D- e são definidas pelo Tesouro (veja ranking completo, por ordem alfabética, na página 39 do documento que pode ser baixado aqui). Itajaí (A) tem a melhor situação da região Sul, seguida pelas cidades de Joinville, São José e Alvorada (A-). Entre as capitais, Curitiba obteve a melhor nota (B+). Veja o ranking completo da região ao final da reportagem.

De acordo com o documento, as receitas correntes de todos os municípios selecionados, por exemplo, aumentaram R$ 15,6 bilhões, mas, se considerada a inflação, houve queda em termos reais. De acordo com os técnicos, os principais impostos municipais, como Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e o Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), tiveram um franco desempenho em 2015, com variações nominais de 6,5% e 9,1%, respectivamente, e abaixo da inflação do período de 10,6%. “Quando se analisa a dívida consolidada dos municípios quanto a concessão de garantia da União, observa-se que a maior parte do estoque da dívida (63,5%) não é passível de ser garantida, caso das dívidas refinanciadas junto à União. Por outro lado, verifica-se que 12% do estoque da dívida possui garantia da União e 24,5% não possui garantia”, relata o documento.

O Tesouro Nacional informou também que o Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais é uma publicação anual que tem como objetivos ampliar a transparência das relações federativas e contribuir para o processo de sustentabilidade fiscal de Estados e municípios. Em 2017, além da inclusão de novas análises e informações, o boletim deverá trazer os dados fiscais de cerca de 308 municípios com mais de 100 mil habitantes.

Cidade

UF

Nota

Itajaí 

SC

A

Alvorada

RS

A-

Joinville

SC

A-

São José 

SC

A-

S. José dos Pinhais 

PR

A-

Cascavel 

PR

B+

Curitiba 

PR

B+

Maringá 

PR

B+

Pelotas 

RS

B+

Ponta Grossa 

PR

B+

Rio Grande 

RS

B+

Blumenau

SC

B

Canoas 

RS

B

Caxias do Sul  

RS

B

Chapecó 

SC

B

Criciúma 

SC

B

Florianópolis 

SC

B

Londrina 

PR

B

Novo Hamburgo 

RS

B

Porto Alegre 

RS

B

Santa Maria 

RS

B

Gravataí

RS

B


leia também

Austin altera perspectiva do rating do Brasil - Agência considera o processo de concessões como positivo

Bancos elevam para R$ 104 bilhões estimativa do déficit primário - Sondagem do Ministério da Fazenda prevê que a dívida bruta deve passar de 74,3% do PIB neste ano

Dívida pública federal cai 3,2% em outubro - Foi a primeira redução do endividamento desde janeiro

Dívida pública sobe 0,3% em abril e fica em R$ 3,2 tri - Endividamento poderá fechar este ano em até e R$ 3,6 trilhões

Dívida pública sobe para R$ 3,4 trilhões em setembro - Cálculo inclui o endividamento interno e externo do Brasil

Estados sob rédea curta - Para Zeina Latif, se União quer alcançar disciplina fiscal, deve ser rígida na cobrança de dívidas dos entes federativos

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: