AES Sul passará a se chamar RGE Sul

CPFL deve aportar R$ 1 bi na rede elétrica da concessionária gaúcha

Da Redação

redacao@amanha.com.br

AES Sul se chamará RGE Sul

A CPFL Energia concluiu na segunda-feira (31) a compra da distribuidora gaúcha AES Sul do grupo americano The AES Corp. Com isso, a CPFL Energia assumiu a operação da concessionária, que passa a se chamar RGE Sul. “A compra da AES Sul mostra a disposição da CPFL Energia em liderar o movimento de consolidação do setor elétrico, com foco na excelência operacional, na disciplina de capital, na gestão eficiente de custos e na criação de valor para os stakeholders. Temos uma plataforma corporativa integrada que está preparada para trilhar uma trajetória de crescimento no setor, possibilitando que o Grupo aproveite as novas oportunidades de expansão”, afirma Andre Dorf, presidente da CPFL Energia.  Pelos termos da operação, a CPFL Energia irá pagar R$ 1,7 bilhão à The AES Corp. pela compra da AES Sul e assumirá R$ 1,1 bilhão em dívidas da concessionária, de modo que o valor final do negócio é de R$ 2,8 bilhões. 

A compra da AES Sul consolida a posição de liderança da CPFL Energia no mercado de distribuição nacional. A concessionária gaúcha atende 1,3 milhão de clientes em 118 municípios, registrando, em 2015, volume de vendas de 9 mil GWh e R$ 3,02 bilhões em receita líquida. O market share é de 1,9% do mercado nacional. A AES Sul faz fronteira com a outra distribuidora do Grupo no Rio Grande do Sul, a RGE. A partir de agora, a CPFL Energia terá 120 dias para substituir toda a identidade visual dos ativos da AES Sul para a nova marca RGE Sul.  Nos próximos anos, a expectativa do Grupo CPFL é investir em torno de R$ 1 bilhão na modernização da rede elétrica da AES Sul, dando continuidade ao processo de melhoria dos indicadores operacionais da concessionária. 

A operação amplia a presença da CPFL Energia no Rio Grande do Sul e retrata a importância estratégica do Estado para o Grupo, onde já atua há mais de 10 anos, seja no segmento de distribuição, por meio da RGE, seja no segmento de geração, por meio da operação de hidrelétricas e usinas eólicas. Com a aquisição, a CPFL Energia passa a ser responsável por fornecer 65% da energia em todo o Estado, atendendo 2,7 milhões de clientes e estando presente em 373 cidades. “Por estarmos no Rio Grande do Sul há mais de 10 anos, com gestores e colaboradores gaúchos, conhecemos, admiramos e respeitamos as características, a cultura e a realidade do povo gaúcho. Temos a convicção de que a aquisição da AES Sul é mais um capítulo na longa história de contribuição do Grupo para o desenvolvimento socioeconômico do Estado”, afirma José Carlos Saciloto Tadiello, novo presidente da RGE Sul.

leia também

Confira cinco ações para lucrar com dividendos - Planner retirou recomendação de compra para Tractebel

CPFL Energia assume operação da AES Sul - Grupo não descarta novas aquisições na região

Luiz Thomé assume gestão de pessoas na CPFL Energia - Trajetória inclui cargos na Ambev e Gol

RGE tem novo presidente - Roberto Sartori assume lugar de Ricardo Siufi

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: