Vendas menores impactam lucro da Renner no trimestre

Para a empresa, o ambiente econômico ainda está difícil

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Vendas menores impactam lucro da Renner no trimestre

A Renner anunciou nesta segunda-feira (24) que obteve um lucro líquido de R$ 84,9 milhões no terceiro trimestre. O valor representa uma retração de 11,5% em relação ao registrado no mesmo período de 2015. De acordo com o relatório da companhia, o resultado foi impactado por vendas menores, influenciadas pelo ambiente macroeconômico ainda difícil, pelo baixo fluxo de pessoas em shopping centers durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, pelo clima e pela mudança do sistema de gestão empresarial (ERP) da companhia, concluído em agosto. O lucro também teve um impacto negativo relativo à baixa contábil de ativos do centro de distribuição desativado em Santa Catarina. Excluindo essa baixa contábil de R$ 12,2 milhões, o recuo no lucro teria sido de 3,8%. 

Entre julho e setembro, a Renner apresentou crescimento de 1,8% na receita líquida de vendas, chegando a R$ 1,4 bilhão. As vendas no conceito mesmas lojas (unidades abertas há mais de 12 meses) tiveram queda de 3,9% no período. As despesas aumentaram 10,5% no período por causa de encargos com a folha de pagamento, à abertura de mais lojas em comparação ao terceiro trimestre do ano passado e à instalação de um novo centro de distribuição em Santa Catarina. 

Os investimentos somaram R$ 106,8 milhões, ante R$ 166,8 milhões um ano antes. O resultado de produtos financeiros atingiu R$ 65,3 milhões, com crescimento de 36,5%. O desempenho foi favorecido pela melhora na carteira de crédito da companhia. 


leia também

Dilma diz que sofreu segundo golpe de Estado na vida - Ex-presidente afirmou que recorrerá contra o que chamou de “fraude”

A China é economia de mercado, quer queiramos ou não - Não podemos imaginar que ganharemos algo confrontando a maior economia do mundo com argumentos frágeis

A China rural não existe mais - A mudança do modelo de crescimento econômico continuará elevando as demandas do país mais populoso do mundo

A luz no final do túnel é um trem chinês - O país de proporções gigantescas mantém a estratégia de crescer

A nova ambição do encantador de clientes - Galló anuncia missão de ser “o maior varejo de moda das Américas”

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: