Dólar fecha no menor valor desde julho de 2015

A divisa acumula queda de 4% em outubro e de 21% no ano

Por Agência Brasil

Dólar chega perto de R$ 3,12 e fecha no menor valor desde julho de 2015

Depois de subir na sexta-feira (21), a moeda norte-americana teve forte queda e fechou no menor valor em quase 16 meses. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (24) vendido a R$ 3,121, com queda de 1,2%. A cotação está no menor nível de fechamento desde 2 de julho do ano passado (R$ 3,096). O dólar operou em queda durante toda a sessão. Nos minutos finais de negociação, chegou a ser vendido por R$ 3,12, mas estabilizou-se pouco acima no final do dia. A divisa acumula queda de 4% em outubro e de 21% no ano. Como nas últimas sessões, o Banco Central vendeu US$ 250 milhões em contratos de swap cambial reverso, que equivalem à compra de dólares no mercado futuro. A atuação, no entanto, foi insuficiente para conter a queda da divisa.

A cotação do dólar tem caído nos últimos dias com a proximidade do fim do prazo da regularização de ativos no exterior, também conhecida como repatriação. Até o dia 31, os brasileiros que mantêm legalmente bens e direitos no exterior podem declarar o patrimônio à Receita Federal pagando 15% de Imposto de Renda e 15% de multa, em troca da anistia de crime de evasão de divisas. A medida está provocando a entrada de recursos no país, pressionando para baixo a cotação do dólar. A moeda norte-americana também caiu na véspera da votação, em segundo turno, da proposta de emenda à Constituição que limita o crescimento dos gastos públicos (PEC 241). Nesta segunda, a Câmara fez a quinta e última sessão para a contagem do prazo de intervalo entre os dois turnos.

No mercado de ações, o dia também foi de estabilidade. Depois de duas sessões seguidas de alta, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, fechou com queda de 0,08%, aos 64.055 pontos.


leia também

A China fez o que o mercado queria - Corte de juros era algo esperado, mas ainda não é suficiente para ajudar na recuperação econômica, afirmam especialistas

A crise no terceiro parceiro comercial do Sul - Casa Rosada anuncia pacote econômico. Indústria brasileira começa a evitar vendas a prazo na Argentina

A punição virá das gôndolas? - A tentativa de boicote às marcas do Grupo J&F

Ação da Braskem segue quebrando recordes - Alta do dólar e queda dos preços do petróleo beneficiam empresa

Ações da Petrobras fecham abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 13 anos - O Ibovespa encerrou o dia no menor nível desde março de 2009, no auge da crise do crédito imobiliário nos EUA

Agosto, o pior mês do ano para o Ibovespa - Bolsa acumula queda de 24,6% e dólar comercial totaliza alta de 33%

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: