Grendene tem lucro de R$ 387,5 milhões até setembro

O valor é 6,8% maior do que o alcançado no mesmo período de 2015

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Grendene tem lucro de R$ 387,5 milhões até setembro

A Grendene encerra mais um trimestre com crescimento no lucro em um ano de recessão e redução no consumo. Até agora, a empresa acumulou em 2016 um lucro líquido R$ 387,5 milhões, valor 6,8% maior do que o alcançado entre janeiro e setembro do ano passado. Segundo Francisco Schmitt, diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Grendene, muitas foram as dificuldades que a empresa teve que superar para entregar estes resultados. A queda no consumo de calçados, que segundo dados da Abicalçados caiu 11% no primeiro semestre de 2016, se refletiu na queda de volumes da empresa e o aumento de impostos, salários e inflação em geral pressionaram os custos. Tanto é que o faturamento até setembro foi de R$ 1,7 bilhão, valor 6,2% menor do que no igual período de 2015.

No mercado externo, a taxa de câmbio menos favorável às exportações, um comércio internacional mais protecionista e desaceleração econômica em muitos países foram os fatores negativos. Ainda assim, no terceiro trimestre de 2016, a empresa reduziu seus custos em 10,9%, as despesas operacionais em 12,8% e obteve margem líquida de 28,1%, um recorde para o período. 

No período, um fator positivo foi a redução do Custo de Produtos Vendidos (CPV) em 10,9%, possibilitando a produção do mix com menor custo, queda de preços em algumas matérias primas e melhor produtividade. Por par, o CPV caiu 6,3%, passando de R$ 6,50 para R$ 6,09 neste trimestre, o que resultou em uma margem bruta de 49,3%. “Tendo em vista a conjuntura enfrentada consideramos os resultados obtidos bastante bons, especialmente nosso desempenho no controle de custos e adaptação ao cenário econômico”, conclui Schmitt.

leia também

A era dos carros sem “charme” - Será esta a característica dos veículos elétricos e dos autodirigidos?

A sua marca vai sobreviver aos Millennials? - Unilever e JP Morgan contam o desafio de lidar com jovens consumidores

A superfície e as profundezas da economia - Retomada poderá ser difícil dada a situação financeira empresarial

Apesar da retração, Schulz conquista lucro - Empresa acumulou ganho de R$ 48 mi em 2015

As regras do luxo que prometem transformar metal em ouro - Em seu novo livro, Susana Campuzano propõe um modelo de construção de marcas, produtos e serviços de primeira classe

As sandálias sempre novas da Grendene - Produtos lançados no último ano são responsáveis por 90% da receita

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: