Inflação do aluguel sobe 10,6% em 12 meses

Essa é a taxa acumulada mais baixa desde abril deste ano

Por Agência Brasil

Vista de Florianópolis

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, acumulou em setembro deste ano uma inflação de 10,66% no período de 12 meses. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), essa é a taxa acumulada mais baixa desde abril deste ano (10,63%). Em agosto, o IGP-M havia acumulado inflação de 11,49%.

Avaliando-se apenas o mês de setembro de 2016, a taxa ficou em 0,2%, acima do 0,15% de agosto deste ano, mas abaixo do 0,95% de setembro do ano passado.

A alta da taxa entre agosto e setembro foi influenciada pelos preços no atacado e pela construção civil. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que analisa o atacado, subiu de 0,04% em agosto para 0,18% em setembro. O Índice Nacional de Custo da Construção cresceu de 0,26% para 0,37% no período. E o Índice de Preços ao Consumidor, que analisa o varejo, recuou no período, ao cair de 0,4% em agosto para 0,16% em setembro.


leia também

Alimentos ajudam a reduzir inflação em novembro - Em 12 meses, o IPCA acumula taxa de 6,9%, bem abaixo dos 7,8% de outubro

Alimentos pressionam e inflação volta a subir - IPCA já acumula alta de 8,74% nos últimos doze meses

Ano novo, vida nova? Nem tanto - O cenário econômico brasileiro deve permanecer instável em 2016

Aumento da gasolina fez inflação avançar em outubro - No acumulado desde janeiro, o índice teve elevação de 8,4%

Banco Central indica corte menor de juros - Copom também prevê fim gradual do ciclo de reduções

Banco Central projeta inflação de 4% para este ano - Se a estimativa se confirmar, IPCA ficará abaixo do centro da meta

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: