Petrobras reduz plano de investimentos até 2021

A previsão é de US$ 74,1 bilhões, uma queda de 25%

Por Agência Brasil


O novo Plano de Negócios e Gestão 2017-2021, divulgado nesta terça-feira (20) pela Petrobras prevê investimentos menores nos próximos cinco anos. A previsão é de US$ 74,1 bilhões em investimentos, o que equivale a uma queda de 25% em relação ao plano anterior (período de 2015 a 2019), revisado em janeiro deste ano e que previa investimentos de US$ 98,4 bilhões.

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou na segunda-feira (19) o novo plano de negócios, que foi em comunicado ao mercado hoje.  Desde a administração de Graça Foster, que presidiu a empresa de fevereiro de 2012 a fevereiro de 2015, os aportes vêm caindo a cada nova revisão do Plano de Negócios e Gestão.

Já na administração de Aldemir Bendine, o plano para o período 2014-2018 era estimado em cerca de US$ 220 bilhões e caiu para cerca de US$ 130 bilhões no período 2015-2019.


leia também

Ações da Petrobras fecham abaixo de R$ 5 pela primeira vez em 13 anos - O Ibovespa encerrou o dia no menor nível desde março de 2009, no auge da crise do crédito imobiliário nos EUA

Acordo de leniência da Braskem avança - No ano passado, a petroquímica iniciou investigações internas

Aumento de combustíveis "é só um paliativo" - Para Flávio Conde, decisão não resolve o problema da Petrobras

BM&FBovespa tem quinto dia seguido de queda - O movimento negativo foi puxado pela Petrobras

Bolsa encerra janeiro com queda de 7% - O dólar fechou o primeiro mês do ano com alta de 1,9%

Braskem avalia abrir capital e ofertar ações na Bolsa de NY - O plano considera a pulverização do capital da companhia

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: