Aeroportos de Curitiba e Foz do Iguaçu serão privatizados

Governo espera leiloar a concessão no segundo semestre de 2017

Da Redação

redacao@amanha.com.br

O Aeroporto Internacional Afonso Pena (foto), em São José dos Pinhais (PR), e o Aeroporto Internacional Cataratas, de Foz do Iguaçu (PR), estão na lista dos dez terminais aéreos que serão privatizados pelo governo federal, no segundo semestre de 2017. A relação inclui ainda os aeroportos de Recife, Belém, Vitória, Goiânia, Cuiabá, Maceió, São Luís e Manaus. Antes deles, serão leiloados os aeroportos de Florianópolis, Porto Alegre, Fortaleza e Salvador.

A intenção do governo é melhorar a situação da Infraero, que passaria a operar apenas aeroportos de médio porte. Os maiores serão concedidos à iniciativa privada e os pequenos seriam repassados às prefeituras, que também fariam concessões ao setor privado. O aeroporto de Foz do Iguaçu está entre os que representam um pequeno déficit para a administração da Infraero, o que também acontece com os aeroportos de Joinville e Recife, por exemplo.

A decisão do governo foi bem recebida pelo setor de turismo de Foz do Iguaçu, que vê a possibilidade de o terminal receber mais voos e retomar o crescimento no número de embarques e desembarques, prejudicado este ano pela crise econômica. No ano passado, mesmo já sob efeitos da crise, o aeroporto de Foz foi o que apresentou maior taxa de crescimento, de quase 10% em relação ao ano anterior.


leia também

A deficiência que a crise esconde - A profissão de caminhoneiro não desperta o interesse de jovens – e isso pode causar um novo apagão rodoviário

A sabedoria de Boni, o global - "Ainda estamos a centenas de anos-luz do nível médio europeu", vaticinou com alguma tristeza

Aeroporto de Curitiba é o melhor do país - Terminal de Porto Alegre ficou em quinto lugar

Aporte após concessão do Salgado Filho será de R$ 1,7 bi - Terminal de Florianópolis receberá investimento de R$ 918 mi

As artimanhas da geografia da alma - Meus rincões são a impermanência do trânsito e o não-concreto do ar

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: