Sanepar é reconhecida por registro público de emissões

Inventário de gases de efeito estufa recebeu selos nacional e estadual

Da Redação

redacao@amanha.com.br

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) é a única empresa do setor no Brasil a apresentar resultados de seu Inventário de Gases de Efeito Estufa (IGEE) em nível nacional e estadual. Com mais de 7 mil empregados, 170 estações de tratamento de água, 234 estações de tratamento de esgoto e redes de distribuição de água e de coleta de esgoto que superam os 80 mil quilômetros, a Sanepar participa voluntariamente de plataformas de registros públicos de suas emissões, pois ainda não há obrigatoriedade no país. 

“Desde 2008, a Sanepar faz seu inventário, na busca constante de sustentabilidade ambiental, econômica e social. Estamos nos preparando para a exigência legal, enquanto aprimoramos o planejamento de nossas ações, projetos e soluções para mitigar emissões de gases de efeito estufa. Com isso, criamos condições para a economia de baixo carbono no setor de saneamento”, afirma Mounir Chaowiche (na foto, ao centro), presidente da estatal. 

A empresa recebeu o Selo Prata do Programa Brasileiro GHG Control, em nível nacional, e o Selo Clima Paraná, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA), por seus registros públicos. As certificações foram recebidas em agosto, nos dias 8 e nesta quinta (18), respectivamente. Ambos reconhecem o registro de instituições que não possuem verificação externa. No Brasil, 136 instituições fizeram registro público de emissões de gases de efeito estufa. No Paraná, foram 15.

O IGEE da Sanepar (clique aqui para ler o inventário na íntegra) levou em consideração as emissões de gases de efeito estufa, diretas e indiretas, em todos os sistemas da companhia no ano passado. O documento foi elaborado com base em metodologia reconhecida internacionalmente e a partir da experiência da elaboração dos inventários anteriores. O IGEE revela que a estatal emitiu diretamente cerca de 860.000 mil toneladas de gás carbônico equivalente (tCO2eq), sendo que a principal fonte de emissão direta de gases de efeito estufa são as estações de tratamento de esgoto. 


leia também

Lucro da Sanepar cresce 4% em 2015 - Aumento de tarifas colaborou para desempenho positivo

Menos dinheiro no bolso e mais carbono no ar - Energia termelétrica inferniza o consumidor e compromete meta brasileira contra emissões

Mundo bate recorde de concentração de dióxido de carbono em 2015 - O gás causador do efeito estufa permanecerá acima desse índice durante 2016, alerta Organização Meteorológica Mundial

Receita da Sanepar aumenta quase 8% até setembro - Companhia de saneamento do PR faturou R$ 3 bi no período

Reduzir investimentos está fora de cogitação na Sanepar - Resultado ajuda a estatal a sustentar plano de investir R$ 2,7 bi até 2017

comentarios




Comentar

Adicione um comentário: