Fiergs: legislação trabalhista precisa ser modernizada

Entidade defende que negociação deve ser valorizada

Da Redação

redacao@amanha.com.br

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) defende a modernização da legislação trabalhista brasileira que inclua, entre outros itens, a valorização dos acordos entre empregadores e empregados. “Esse é o ponto fundamental. Se tivermos uma negociação bem feita entre as duas partes, ela tem que ser respeitada no âmbito Judiciário”, afirma Paulo Vanzetto Garcia, presidente em exercício da entidade. Uma manifestação de Centrais Sindicais ocorreu em frente à sede da entidade, em Porto Alegre, na terça-feira (16). 

Garcia reitera que a manifestação das Centrais Sindicais é livre. Mas a Fiergs também tem o direito de apresentar o seu posicionamento, como ocorreu com a colocação de um painel de 12 metros de altura em frente ao portão de acesso à sua sede. “Os mais de 11 milhões de desempregados do setor privado certamente gostariam da modernização das Leis Trabalhistas, pois seriam criadas novas vagas nas empresas. Conservadores são os que, já empregados e com estabilidade, desejam a perpetuação da CLT feita no distante ano de 1943. Cumpre escolher: passado ou futuro? Desemprego ou mais empregos?”, questiona a entidade na ação que promoveu. 

“Nossa ideia é divulgar a forma que pensamos, e o mais importante, até para os próprios manifestantes saberem qual a posição da indústria. A nossa posição é muito clara, é a favor do emprego, ou seja, queremos gerar mais empregos. Nossa legislação tem mais de 70 anos e precisa ser mexida, não há como não atualizar”, enfatiza Garcia. Segundo ele, o país tem uma legislação trabalhista que leva anualmente 3 milhões de processos à  Justiça do Trabalho. “O Brasil não suporta mais pagar um custo tão alto por leis tão subjetivas, que dão margem a várias interpretações. Precisamos falar sobre legislação trabalhista, como melhorar e simplificar o emprego, este é um ponto fundamental”, conclui. 

leia também

Carta une Federações de Indústrias do Sul - 1º Fórum Sul-Brasileiro de Relações do Trabalho debateu reforma

Federações apresentam a Temer prioridades da indústria do Sul - Proposições passam por modernização e reformas

Fiergs emite o primeiro ATA Carnet do Brasil - Documento isenta de impostos produtos para feiras internacionais

Fiergs quer solução imediata para destravar a economia - Entidade divulga manifesto sobre o momento atual no país

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: