Demanda das empresas por crédito cai até julho

Queda foi puxada pela retração das MPEs

Por Agência Brasil

A demanda das empresas por crédito abriu o segundo semestre em retração, segundo o indicador Serasa Experian. O levantamento mostra variação negativa de 5,9% em julho em relação a junho. Houve queda também de 3% na comparação com julho do ano passado.

No acumulado do ano de janeiro a julho, a demanda das empresas por crédito caiu 2,3% frente ao mesmo período do ano passado. Na análise por porte, a queda na demanda empresarial por crédito em julho foi puxada pela retração observada de 6,1% nas micro e pequenas empresas. O  Serasa também notou quedas de 1,8% nas médias e de 0,7%nas grandes.

Na análise por setor, as empresas de serviços recuaram a demanda por crédito em 7,5% em julho, ante junho. As empresas dos setores industrial e comercial acusaram retrações de 4,6% na indústria e 4,4% no comércio. Economistas da Serasa consideram que a queda ocorre em meio ao atual quadro de retração da economia, diminuindo a necessidade de capital de giro, combinada com as condições mais restritivas do crédito nos bancos.


leia também

A superfície e as profundezas da economia - Retomada poderá ser difícil dada a situação financeira empresarial

Anefac: juros sobem pelo 16º mês seguido - Bancos elevam taxas para compensar aumento da inadimplência

Bancos não poderão cobrar juros de mercado por atrasos em pagamentos - Para o BC, exigência trará mais uniformidade às operações de crédito e tornará as regras mais claras para os clientes

Bancos se unem para criar empresa de análise de crédito - BB, Bradesco, CEF, Itaú e Santander trocarão dados de clientes

BNDES oferecerá financiamento mais favorável - Maria Silvia Bastos Marques anunciou novas políticas operacionais

BNDES vai ampliar crédito para micro e pequenas empresas - O impacto esperado é de um aumento de 20% nos desembolsos

comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: